sábado, 24 de janeiro de 2015

Leitão campeão

A 81a edição do campeonato nacional brasileiro tem uma definição dramática. Apenas um ponto separa ao líder, o grande mestre Rafael Leitão -que empatou com Luismar Brito levando as peças pretas-, de seu colega Felipe El Debs -derrotou, também com as peças pretas, a Roberto Andrade-, que ainda conserva esperanças de alcança-lo. sempre e quando Leitão tropece na última partida, onde deverá enfrentar ao grande mestre Krikor Mekhitarian, que se mantem na terceira colocação após vencer a Francisco Cavalcanti.
De qualquer forma, Leitão já é o campeão, desde que ainda esses resultados não avalam seu melhor sistema desempate.
Em outros resultados da rodada, Mateus Nakajo venceu a Mario Fiaes, César Umetsubo a Máximo Macedo e Edgar Rodrigues a Paulo Jatobá.
Amanhã a rodada começa às 10.00 (hora local).

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Se definem as posições no Campeonato Brasileiro


Outra notável produção de Rafael Leitão na Eslava de brancas (esta vez ante o mestre fide Roberto Andrade, ambos na foto) e outro ponto para o campeão nacional, que permanece na liderança com somente meio ponto perdido. Leitão escolheu a variante 4.e3 para combater a sólida defesa preta, obtendo uma ligeira iniciativa e depois de complicações seguidas por imprecisões pretas uma clara vantagem consistente nas peças melhor coordenadas e mais ativas. Nestas alturas, o empate que lhe tirou Edgar Rodrigues já tem cara de proeza. É que o grande mestre de Maranhão está mostrando uma grande forma, com jogo original que se soma a sua tradicional técnica.
Se Leitão não é ainda o campeão 2014 é porque o seu perseguidor direto, o grande mestre Felipe El Debs, segue ganhando e conservando esperanças. El Debs venceu de brancas ao mestre internacional Máximo Macedo em interessante partida que no apuro de tempo pode ser para qualquer um dos protagonistas.
O grande mestre Krikor Mekhitarian empatou de pretas ante o mestre fide Edgar Rodrigues em outra das interessantes produções da rodada, desenvolvida na antiga linha principal da Grünfeld. Krikor se mantem na terceira colocação da prova.


As outras partidas da nona rodada foram um lutado empate entre Mateus Nakajo Mendonça e César Umetsubo (ambos na foto) no velho e bom Gambito de Dama declinado; um empate rápido entre Francisco Cavalcanti e Luismar Brito -os dois representantes locais- e a vitória de Paulo Jatobá, levando as peças pretas, em uma Índia de Rei ante Mario Fiaes no duelo baiano do torneio.
As posições após nove rodadas:
1. Rafael Leitão 8,5
2. Felipe El Debs 7
3. Krikor Mekhitarian 6
4-5. Mateus Nakajo Mendonça, Edgar Rodrigues 5
6-8. Máximo Macedo, Francisco Cavalcanti, Paulo Jatobá 4,5
9, César Umetsubo 3,5
10. Luismar Brito 3
11. Roberto Andrade 2,5
12. Mario Fiaes 0 

Leitão mantem a vantagem a falta de três rodadas


A falta de três rodadas, somente uma catástrofe pode privar a Rafael Leitão do seu sétimo título de campeão nacional brasileiro. O grande mestre de Maranhão venceu ontem, pela oitava rodada do principal torneio nacional, ao mestre internacional Máximo Iack Macedo (ambos na foto acima) em final de bispos de cor oposta e permanece na liderança da prova com sete pontos e meio, um e meio acima do grande mestre Felipe El Debs, o seu mais imediato perseguidor.
Levando as pretas Leitão obteve uma ligeira vantagem na forma de melhor centro e peças mais ativas. Macedo entregou material para simplificar e chegar a uma posição de torre e bispos de diferente cor, que depois se transformou em uma com somente os bispos. Posições deste tipo são difíceis de jogar, pelas tendências de empate dos bispos de cor oposta, porém outro fator entrou no cenário: o apuro de tempo do condutor das brancas. Macedo realizou algumas imprecisões na defesa –basicamente, ele não tinha que permitir ao rei das pretas crescer no tabuleiro e invadir- e em poucos lances o que era tecnicamente difícil se facilitou de forma que Leitão –sempre mostrando uma excelente técnica- se fez com o ponto.


Para lograr não perder de vista ao líder, o grande mestre Felipe El Debs (foto) teve que defender de pretas uma posição inferior ante o mestre fide César Umetsubo. A tortura se estendeu desde a saída da abertura até o apuro de tempo, onde finalmente o grande mestre obteve contrajogo. A partida se fez então aberta, mas sempre no marco de uma vantagem branca. No entanto, coisas da falta de tempo, Umetsubo pendurou uma torre inteira e o ponto foi para seu adversário, que agora conta com 6 pontos na tabela.


Com meio ponto a menos que El Debs se encontra o grande mestre Krikor Mekhitarian (foto), que ontem lançou um violento ataque desde uma Ruy Lopez clássica (com g4 incluído), finalmente com sucesso, sobre o lanterna Mario Fiaes. A colocação final do grande mestre de São Paulo depende em parte do seu duelo da última rodada ante Leitão, porém desde já está mostrando uma boa recuperação após o começo negativo com 0/2.


Nas outras partidas da rodada se registraram empates entre Roberto Andrade e Francisco Cavalcanti e entre Paulo Jatobá e Mateus Nakajo Mendonça e a vitória de Edgar Rodrigues (foto) –no seu debute no campeonato brasileiro está realizando uma boa atuação- sobre o representante local Luismar Brito, após breve escaramuça tática no centro do tabuleiro.

Hoje, desde as 15.00 (horário local) tem lugar a nona rodada, nas instalações do hotel Cabo Branco Atlântico em João Pessoa. Como de costume, teremos transmissão ao vivo com os comentários do grande mestre Darcy Lima e Juliana Rizo. O leitor pode observa-los no site: www.campeonatobrasileirodexadrez.blogspot.com.br

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Leitão se afiança na liderança após vencer a El Debs


O grande mestre Rafael Leitão (foto) é o cômodo líder da 81a edição do Campeonato Brasileiro de Xadrez que se realiza em João Pessoa depois de vencer, levando as peças brancas, a seu mais imediato perseguidor, o grande mestre Felipe El Debs, em 25 lances de uma Eslava com direito a um ataque demolidor contra o rei exposto das pretas. Segue a partida, com algumas breves notas:

Leitão, Rafael
El Debs, Felipe
João Pessoa (7) 2015

1. d4 d5 2. c4 c6 3. Cf3 Cf6 4. Db3 dxc4 5. Dxc4 Bg4 6. Cc3 Cbd7 7. Bf4 Da5 8.
Db3 Db6 9. e4!


As brancas ganham a iniciativa com este lance que toma o centro. No que segue, um interessante intercambio de elementos se produz

9...Dxb3 10. axb3 Bxf3 11. gxf3 

Apesar da estrutura algo deteriorada, as chances das brancas são algo melhores pelo par de bispos e o mencionado centro de peões

11...e5

11... e6 é mais sólida, porém é entendível que El Debs quera desafiar ao forte centro branco

12. dxe5 Ch5 13. Be3 Cxe5 14. Ta5!


A principal virtude deste lance é que obriga às pretas a criar novas fraquezas na sua posição

14...b5 15. Be2 Cg6 16. Ta6 


16...Rd7?

O rei fica exposto aqui. Melhor é a entrega de peão 16...Tc8 17. Txa7 Bd6 com alguma compensação (embora não suficiente para o equilíbrio) pelo jogo pelas casas negras

17. O-O!

A torre rei entra em jogo e a posição preta é muito delicada, possivelmente já perdida

17...Chf4 18. Td1+ Rc7 


19. Cxb5+! Rb7

Se 19... cxb5 20. Bxb5 Be7 21. Tc6+ Rb8 22. Ba6 com vantagem decisiva

20. Bc4! cxb5 21. Bxb5 

Como sinalou o grande mestre Darcy Lima na transmissão ao vivo desta rodada, a invasão da segunda torre branca decide o jogo

21...Bb4 


22. Bc6+!

Um elegante recurso

22...Rb8 

Ou 22... Kxa6 23. Ra1+ Ba5 24. b4 com rápido mate

23. Bxa8 Rxa8 24. Txa7+ Rb8 25. Tdd7 


As pretas estão sem defesa, como pode comprovar o leitor sem muito esforço. Uma muito boa produção de Leitão 1-0

O atual campeão nacional leva agora um ponto e meio sobre o segundo, seu vencido de hoje. El Debs poderia ter sido alcançado pelo grande mestre Krikor Mekhitarian e o mestre internacional Máximo Iack Macedo, porém as partidas deles acabaram em empate.


O jogo entre Mateus Nakajo Mendonça e Krikor Mekhitarian (na foto) foi emotivo. Começou com uma Grünfeld onde as brancas obtiveram alguma iniciativa, que parecia poder se ampliar depois do lance vinte, quando o grande mestre ficou com escassos quatro minutos no relógio (contra vinte). No entanto, o paulistano não achou um caminho à vantagem e em vez disso ingressou em um perigoso final onde as chances pretas, com bispo contra cavalos e maioria de peões 3:1 em cada ala, eram melhores. Sem tempo, Krikor realizou alguns lances imprecisos e finalmente se chegou à conhecida posição de empate com bispo e peão torre que promove na casa de cor diferente à que transita a peça citada. 
A partida entre Francisco Cavalcanti e Máximo Macedo foi mais equilibrada, chegando-se ao empate após uns vinte lances. Outros resultados: Edgar Rodriguez venceu de Roberto Andrade na partida mais longa da rodada (final de bispos opostos), Paulo Jatobá perdeu excelentes chances de vitória em um final muito favorável e acabo empatando contra César Umetsubo e Luismar Brito venceu de pretas a Mario Fiaes -sétima derrota consecutiva- em partida de tramite cambiante.
A oitava rodada tem lugar esta tarde, desde as 17.00 horas (horário local).
Não perca a transmissão ao vivo em:

Posições
1.Rafael Leitão 6,5
2. Felipe El Debs 5
3-4. Krikor Mekhitarian, Máximo Macedo 4,5
5. Mateus Nakajo Mendonça 4
6-7. Francisco Cavalcanti, Edgar Rodrigues 3,5
8-9. Paulo Jatobá, César Umetsubo 3
10. Luismar Brito 2,5
11. Roberto Andrade 2
12. Mario Fiaes 0




quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Leitão e El Debs se afastam

O grande mestre Felipe El Debs e o mestre FIDE Francisco Cavalcantio antes do começo da sua partida

Como se fosse um complote, três dos seis jogos da sexta rodada da final do Campeonato Brasileiro de Xadrez que se realiza em João Pessoa começaram com a defesa Francesa, todas no mesmo setor da sala de jogo. O duelo acabou com a vitória das brancas por 2x1, cortesia das vitórias do grande mestre Krikor Mekhitarian e do mestre fide Roberto Andrade, enquanto Mateus Nakajo salvou a honra das pretas.
No outro setor, se registraram vitórias dos grandes mestres que estão na parte de acima da tabela: Rafael Leitão e Felipe El Debs, que estão com 5,5 e 5 pontos respetivamente, com um a mais que o seu colega Mekhitarian e o mestre internacional Macedo.
A partida entre Umetsubo e Leitão foi equilibrada até certo ponto, porém no final de peças menores (bispo e cavalo para o campeão nacional contra dois cavalos do paranaense) o mestre de Maranhão tomou a iniciativa, que se traduz finalmente em um ganho de peão e uma vitória técnica.
O jogo entre El Debs e Cavalcanti também foi equilibrado, até que um erro do representante de Paraiba permitiu um forte golpe tático branco:


25.Bg6! após o qual a posição das pretas se quebra. Em poucos lances mais, Cavalcanti abandonou.
Ambos os grandes mestres se afastam, porém seu colega Krikor Mekhitarian não lhes perde de vista, após uma série de vitórias consecutivas. Foi interessante o seu jogo de hoje ante o mestre fide baiano Paulo Jatobá, com intercambio de golpes táticos e surpresas:

Mekhitarian - Jatobá
João Pessoa 2015


18. Df3 Ca5 19. Bxe6 Td1+ 20. Dxd1 Cb3+ 21.Re3 Dxc3+ 22. Rf4 Cxa1 23. Dh5 Dxd4+ 24. Rg3 Dxe5+ 25. Bf4 Dc3+ 26. Cf3 1-0
A rodada entregou também a vitória de Mateus Nakajo sobre Luismar Brito, a de Roberto Andrade sobre Mario Fiaes e o empate entre Máximo Macedo e Edgar Rodriguez, em partida onde o primeiro dispus de excelentes chances porém não concretizou.
Amanhá é dia de rodada dupla, com a realização das rodadas 7 e 8.
As posições após a sétima rodada:

1. Rafael Leitão 5,5
2. Felipe El Debs 5
3-4. Krikor Mekhitarian, Máximo Macedo 4
5. Mateus Nakajo Mendonça 3,5
6. Francisco Cavalcanti 3
7-9. César Umetsubo, Paulo Jatobá, Edgar Rodrigues 2,5
10. Roberto Andrade 2
11. Luismar Brito 1,5
12. Mario Fiaes 0


terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Leitão mantem a liderança após cinco rodadas


Por alguma razão misteriosa, as pretas são as que mais vencem nesta edição do Campeonato Brasileiro de Xadrez. Elas tiveram de seu lado hoje ao campeão brasileiro, grande mestre Rafael Leitão, que venceu em uma Bogoindia (por transposição) ao representante local Francisco Cavalcanti. No seu haver, um bonito lance (15...Cc2+!) que lhe deu uma clara vantagem: as peças brancas ficaram mau coordenadas e seus peões fracos.
Também com as peças pretas venceram Felipe El Debs (a sua partida contra Edgar Rodrigues foi equilibrada até que o paulistano se deixou tentar por uma entrega material que não era boa) e Máximo Macedo (ante o lanterna Mario Fiaes).
O honor das brancas foi salvo por Mateus Nakajo (vitória in extremis sobre Roberto Andrade) e Krikor Mekhitarian, com direito a um bonito arremate na sua partida ante César Umetsubo:


30.Dxh6+!! (deixamos para os leitores o cálculo das possíveis continuações).
A restante partida foi o empate entre o baiano Paulo Jatobá e o paraibano Luismar Brito, em luta onde o representante local levou a melhor parte.
As posições depois da quinta rodada:

1. Rafael Leitão 4,5
2. Felipe El Debs 4
3. Máximo Macedo 3,5
4-5. Krikor Mekhitarian, Francisco Cavalcanti 3
6-8; Mateus Nakajo Mendonça, Paulo Jatobá, César Umetsubo 2,5
9. Edgar Rodrigues 2
10. Luismar Brito 1,5
11. Roberto Andrade 1
12. Mario Fiaes 0

Amanha quarta feita, desde as 15.00 hora loca, tem lugar a sexta rodada

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Transmissão ao vivo do nacional brasileiro é destaque


Um dos pontos fortes desta 81a edição do Campeonato Brasileiro de Xadrez é a transmissão ao vivo da prova, com câmaras em cada mesa e os comentários ao vivo do grande mestre Darcy Lima e Juliana Rizo (ambos na foto). O espetáculo pode-se seguir no site:
A quarta rodada tem lugar hoje desde as 17.00 (hora local) nas instalações do hotel Cabo Branco Atlântico de João Pessoa, Paraíba.

Fino trabalho posicional de Leitão

Leitao,Rafael (2636)
Mendonca,Mateus (2426) 
João Pessoa - (2.3), 18.01.2015
(Comentários do mestre internacional Luis Rodi)

1.d4 d5 2.c4 c6 3.Cf3 Cf6 4.Db3 e6 5.g3 Cbd7 6.Bg2 Bd6 7.0–0 0–0 8.Cc3 b6 9.e4! 


Enquanto outros lances foram empregados -especialmente 9.Cd2 e 9.Td1–, este lance pode ser o mais crítico

9...Cxe4 10.Cxe4 dxe4 11.Cg5 Cf6 12.Cxe4 Cxe4 13.Bxe4 

Das operações prévias as brancas resultaram com vantagem de espaço e chances de criar uma maioria de peões ativa na ala de dama (com o lance Dc2, por exemplo) 

13...Bd7 

13...Dc7 14.Dc2 h6 15.Te1² Korchnoi - Zaric, Port Erin 2004

14.Be3!? N

14.Dc2 h6 15.c5 Be7 16.Bf4 com ligeira vantagem branca, Nguyen Van Huy - Petrosyan, Moscou 2012

14...De7 15.Tad1 Tfd8 16.Dc2 h6 17.c5! 


17...bxc5 

Depois desta troca a maioria de peões branca fica oficialmente constituída, porém se 17...Bc7 então 18.Da4 (18.b4 é também possível) 18...De8 19.Tfe1 com forte pressão sobre a posição preta

18.dxc5 Be5 19.f4 Bf6 20.Dg2 e5 21.f5! 


Mais espaço. Nos possíveis cenários de final, vai ser um elemento importante para o primeiro lado 

21...Tac8 22.Td6 Be8 23.Tfd1 Dc7 24.b4 Be7 

Parte dos motivos trás da derrota preta tem a ver com a passividade do segundo jogador. Aqui a simplificação gradativa não ajuda, desde que o final vai ser claramente melhor para as brancas pelo maior espaço 24...Tb8!? e se 25.Txd8 Bxd8! tentando contrajogo parece melhor defesa

25.Txd8 Txd8 26.Txd8 Dxd8 27.Dd2 Db8 

Se 27...Dxd2 28.Bxd2 com vantagem. As peças brancas, incluso o rei, são mais ativas neste final, e há chances de obter um peão livre na ala de dama explorando justamente esse detalhe

28.a4 Dc7 29.Rf2 Bd7 30.Dd3 Dc8 31.g4 a6?! 

Apesar de estar entre as primeiras escolhas do computador, não gosto deste lance, que acaba enfraquecendo mais a posição preta. Talvez 31...Be8!? embora a posição branca sempre seja preferível

32.Rf3 Rf8 33.Dc4 Db7 


34.b5!± 

Uma entrega corretamente calculada e avaliada 

34...axb5 35.axb5 Dxb5 36.Dxb5 cxb5 37.Bb7 


O peão livre das brancas é o mais perigoso, e a situação das pretas é agora muito delicada. Possivelmente a posição das brancas já seja ganhadora 

37...h5 

Ou 37...Bd8 38.c6 Be8 39.Bc5+ Rg8 40.Bd6±

38.h3 hxg4+ 39.hxg4 b4 40.c6 Bxc6+ 

40...Be8 41.c7 Bd7 42.c8D+ Bxc8 43.Bxc8+-

41.Bxc6+- 

O resto é questão de técnica simples 

41...Bd6 42.Bd5 Re7 43.Re4 g6 


44.Bg5+ Rf8 45.f6 Rg8 46.Bc1 Bc5 47.Bb2 Bf2 48.Bxe5 Be1 49.Bb3 Bh4 50.Rd5 Bf2 51.Rd6 Rf8 52.Rd7 Bc5 53.Bd6+ 1–0



Leitão lidera após três rodadas


Depois da jornada dupla de ontem, o grande mestre Rafael Leitão (foto) é o único líder da 81ª edição do Campeonato Brasileiro de Xadrez, seguido a meio ponto pelo mestre internacional Máximo Iack Macedo e o mestre fide Francisco Cavalcanti.
A jornada compreendeu rodadas as 10.00 e as 17.00, no marco de um dia com bom sol na capital paraibana. Na primeira delas –a segunda da prova- Leitão começou a desandar o caminho á liderança ao vencer ao mestre fide Mateus Nakajo em exibição de boa técnica. O atual campeão nacional primeiro obteve maioria de peões na ala de dama em posição com dama e dois bispos por lado. No momento crítico, a entrega de um peão (34.b5!) permitiu a criação de um forte peão passado que acabou decidindo o jogo. O destaque da rodada foi o violento ataque desenvolvido por Macedo para vencer em somente vinte lances ao grande mestre Krikor Mekhitarian. Ao finalizar a rodada o torneio tinha três líderes: Leitão, Macedo e Cavalcanti, que tinha vencido a Fiaes.

A rodada da tarde –terceira da prova- deixou, como indicado, somente um líder. O grande mestre Rafael Leitão impus a sua maior experiência ante Fiaes, explorando defeitos na estrutura adversária em final de peças pesadas. O outro jogo decidido na oportunidade foi o que enfrentou ao grande mestre Krikor Mekhitarian e Roberto Andrade. O primeiro, que precisava da vitória como agua, obteve a iniciativa na saída da abertura e tomou suas chances ao entregar peça por três peões. A posição não era simples, mas imprecisões do seu adversário lhe permitiram ao condutor das brancas seu primeiro ponto no torneio. Dos quatro empates registrados, foi animado o da partida entre Nakajo Mendonça e o grande mestre Felipe El Debs. O jogo começou com uma tranquila variante das trocas na Eslava, mas a saída da abertura ficou claro que as brancas tinham posição preferível e até ganharam um peão. A situação era complicada, porém medidas de contrajogo acertadas de El Debs somadas a alguma imprecisão branca permitiram às pretas obter o equilíbrio. Também interessante foi o duelo entre Paulo Jatobá e Máximo Iack Macedo. A abertura parecia algo melhor para as brancas, porém no meio jogo a situação tinha-se invertido e as pretas eram as que pressionavam. Uma oportuna simplificação motivou aos protagonistas a firmar a paz.

domingo, 18 de janeiro de 2015

A vitória de El Debs

Mekhitarian,Krikor (2565)
El Debs,Felipe (2512) 
João Pessoa - (1.3), 17.01.2015
(Comenta o mestre internacional Luis Rodi)

1.Cf3 Cf6 2.g3 d5 3.Bg2 c6 

A formação eslava é uma velha especialidade de El Debs, que casa adequadamente com o seu estilo sólido

4.0–0 Bg4 5.d3 Cbd7 6.De1 

O lance de Geller, preparando e4, é uma preferência no nível magistral em vez da habitual 6.Cbd2. Outra possibilidade é 6.c4, derivando o jogo à cenários da Inglesa

6...e5 7.h3

Mais comum é a ordem 7.e4 dxe4 8.dxe4 com a possível continuação 8...Bc5 (8...Be7 9.Cbd2 0–0 10.h3 Bh5 transpõe à nossa partida) 9.Cbd2 0–0 10.h3 Bh5 11.Cc4 Te8 12.a4 Cb6 13.Ca5 Dc7= Amin - Ragger, Dubai rapid 2014

7...Bh5 8.e4 dxe4 9.dxe4 Be7 10.Cbd2 0–0


No centro fixo resultante, ambos os lados devem reorganizar suas forças em ordem de alcançar os objetivos consistentes em dominar a coluna central aberta e posicionar suas peças menores em casas centrais fortes -por exemplo, as defendidas pelo peão central-

11.Cc4 Dc7 12.Ch4 Tfe8 13.a4 a5!?

A posição teve diversas experiências recentes no nível magistral. Algumas alternativas são:
a) 13...b6 14.Bd2ƒ Kramnik - Rowson, Londres 2013;
b) 13...Cc5 14.Cf5 Bf8 15.f4 exf4 16.Bxf4 Dd7÷ Friedel - Sevian, Saint Louis 2014

14.Bd2 b6 15.Cf5 Bf8 

15...Bc5!? é uma possível alternativa


16.Bg5N 

16.g4 Bg6 17.Bg5 Bxf5 18.gxf5 h6 19.Be3 Bc5! (Gregori - Koksal, Maribor 2012) é cômodo para o segundo jogador

16...Bb4!? 17.c3 Bf8 18.g4 Bg6 19.Td1 h6 

19...Cc5!? é a dica do meu computador, sem medo aos peões dobrados que ficariam compensados pelo par de bispos, mas as brancas podem considerar aqui 20.f4!?

20.Bh4 Bxf5 

O cavalo é forte em f5 e El Debs simplesmente o elimina, porém aqui merece atenção 20...b5!? procurando contrajogo na ala de dama

21.exf5 Cd5 22.Dd2 


A posição das brancas é preferível, com par de bispos e chances de iniciativa no centro e na ala de rei, embora as pretas não se acham sem possibilidades de contrajogo

22...Cc5! 23.Bxd5 cxd5 24.Dxd5 Cxa4

O momento crítico da partida


25.Bg3 

25.Ta1! Cc5 (25...Cxb2 26.Cxb2 Dxc3 27.Cd3 oferece alguma compensação às pretas, porém pode não ser suficiente 27...e4 28.Cf4 com ligeira vantagem branca) 26.Tfe1 com ligeira vantagem branca

25...Tac8 26.Cxe5 Cxb2 27.Cd3

27.Td4!? Bc5 28.Cd3 Dc6 29.Cxb2 Bxd4 30.Dxd4 Ted8 com chances para os dois lados

27...Dxc3 


Também possível é 27...Ted8!? 28.Bxc7 Txd5 29.Cxb2 Txd1 30.Txd1 Txc7 com final algo melhor para o segundo lado

28.Be5 Cxd1 29.Bxc3 Cxc3 30.Db7


Este tipo de posições com diferente material requer dos enxadristas uma rápida adaptação, desde que o desequilíbrio pode se transladar a outros elementos com facilidade. Objetiva-mente a situação é apenas algo melhor para as pretas, que contam com peças melhor coordenadas e perigosos peões livres na ala de dama, porém as brancas dispõem ainda de muitos recursos

30...Tcd8 31.Cf4

31.Dc6!?

31...Bc5 32.Df3?

32.Rg2 Td2 com ligeira vantagem preta

32...Ce4-+ 


As peças pretas alcançam o máximo de coordenação

33.Td1 Cg5 34.Db3 Txd1+ 35.Dxd1 


35...Te1+! 

O traslado a um final onde os peões livres fazem a diferencia

36.Dxe1 Cf3+ 37.Rf1 Cxe1 38.Rxe1 a4 39.Cd3 a3 40.Cc1 Rf8 0–1

Final do Brasileiro: "Black is OK" na rodada 1

O grande mestre Felipe El Debs começou o torneio com uma importante vitória sobre seu colega Krikor Mekhitarian
Em jogo a final do Campeonato Brasileiro 2014 de xadrez, entre os dias 17 e 25 de janeiro de 2015 na cidade de João Pessoa/PB. Os primeiros pré-classificados são os grandes mestres Rafael Leitão, Krikor Mekhitarian e Felipe El Debs. A CBX oferece uma  transmissão online inédita no Brasil. no site www.campeonatobrasileirodexadrez.blogspot.com.br
A primeira rodada da prova entregou emoções no marco histórico que significou a primeira transmissão online com comentário de partidas -efetuados pelo grande mestre Darcy Lima e Juliana Rizo-, que teve correlação com a grande luta que se desenvolveu na sala de jogo, um amplo espaço no hotel Cabo Branco Atlântico. Nada menos que cinco das seis partidas foram definidas, todas elas em favor das pretas. No encontro que enfrentou a dois dos grandes favoritos o grande mestre Felipe El Debs venceu ao seu colega Krikor Mekhitarian após combater a iniciativa branca e abrir a posição na ala de dama provocando trocas que deixaram as peças do segundo jogador (torre e bispo contra dama de Krikor) mais ativas. A umas mesas de distancia o atual campeão brasileiro, grande mestre Rafael Leitão, começou a defesa do título mostrando sua habitual boa técnica para ganhar uma posição desde uma vantagem milimétrica ao mestre fide baiano Paulo Jatobá. Cada avanço costou muito ao campeão, já que o jogo -uma Nimzoindia Rubinstein- teve até certo ponto um desenvolvimento equilibrado. A surpresa da rodada foi a vitória do representante local, MF Francisco Cavalcanti, sobre o jovem Mateus Nakajo Mendonça. A partida foi sempre favorável para o condutor das brancas, porém este perdeu uma forte jogada no lance 30 (...f5!) e a situação mudou completamente. A jornada teve também uma boa vitória de Macedo sobre Brito, com o mestre potiguar incrementando vantagens desde a saída da abertura, o triunfo de Edgar Rodrigues sobre Fiaes e na partida mais longa do dia o empate entre Andrade e Umetsubo.

Resultados da rodada 1
R. Andrade - C. Umetsubo ½-½
L. Brito - M. Macedo 0-1
K. Mekhitarian - F. El Debs 0-1
P. Jatoba - R. Leitao 0-1
M. Mendonça - F. Cavalcanti 0-1
M. Fiaes - E. Rodrigues 0-1

Posições
1-5. R. Leitão, F. El Debs, F. Cavalcanti, E. Rodrigues, M. Macedo 1; 6-7. R. Andrade, C. Umetsubo ½ 8-12. K. Mekhita-rian, L. Brito, P. Jatobá, M. Mendonça, M. Fiaes 0

sábado, 17 de janeiro de 2015

Começa hoje o Brasileiro 2014


    Todo preparado para o começo do 81 Campeonato brasileiro de Xadrez em de 17 a 25 de janeiro João Pessoa-PB. Transmissão online inédita no Brasil. Não percam no site www.campeonatobrasileirodexadrez.blogspot.com.br

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Final do Brasileiro começa este sábado

O mestre FIDE Paulo Jatobá Reis é um dos participantes

A Confederação Brasileira de Xadrez confirmou todos os dados da final do Campeonato Brasileiro 2013 de xadrez, a ser realizada entre os dias 17 e 25 de janeiro de 2015 na cidade de João Pessoa/PB. A entidade promete inovações que vão fazer desta prova um evento marcante.

Participantes: 
GM Rafael Duilibe Leitão 2636 
GM Krikor Sevag Mekhitarian 2565 
GM Felipe El Debs 2512 
MF Mateus Nakajo Mendonça 2426 
MF Paulo F. Jatoba de Oliveira Reis 2394 f 
MI Macedo Maximo Iack 2369 
MF Edgar Rodrigues 2338 
MF Cesar Hidemitsu Umetsubo 2311 
MF Roberto Luiz Costa Andrade 2216 
MF Francisco de Assis Cavalcanti 2151 
MF Luizmar Brito 
Mario Henrique Fiaes 

Local de jogo: Hotel Cabo Branco Atlântico 
Sistema de disputa e ritmo de jogo: round robin, 1h30 com incremento de 30" desde o 1º lance 


Programação 
Abertura/Congresso Técnico: 17/01 15h00 
1ª rodada: 17/01 18h00 sábado 
2ª rodada: 18/01 10h00 domingo 
3ª rodada: 18/01 17h00 domingo 
4ª rodada: 19/01 15h00 segunda 
5ª rodada: 20/01 15h00 terça 
6ª rodada: 21/01 15h00 quarta 
7ª rodada: 22/01 10h00 quinta 
8ª rodada: 22/01 17h00 quinta 
9ª rodada: 23/01 15h00 sexta 
10ª rodada: 24/01 17h00 sábado 
11ª rodada: 25/01 10h00 domingo 
Premiação: logo após o término da rodada 

Divulgação dos resultados no site da CBX e cobertura no Chess-Results.com 
Rating: Válido para cálculo de rating FIDE e CBX 

Árbitro Principal AF Máximo Igor Macedo 
Árbitro Adjunto: Jhonas 
Árbitro Assistente: Dutra e Luciana Dantas 

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Ivanchuk e um bom começo em Wijk aan Zee


Vassily Ivanchuk (foto) é imprevisível. Assim como teve uma atuação ruim no nacional ucraniano –onde começou como grande favorito porém não aportou nos primeiros lugares-, é capaz de ressurgir das cinzas, como uma ave Fênix do xadrez, e liderar no torneio fechado mais forte do mundo após as primeiras quatro rodadas. O veterano enxadrista leva três vitórias (duas delas com belas produções contra a defesa Siciliana) e um empate –certo: ainda deve enfrentar aos mais fortes adversários, porém de qualquer forma é um começo muito bom-.
A meio ponto se posicionam Fabiano Caruana e Ding Liren. O italiano começou com duas vitórias e logo dois empates, mas em todos os casos enfrentando a fortes enxadristas. O chinês se recuperou da derrota da primeira rodada –justamente ante Caruana- e venceu três partidas em forma consecutiva: agora enfrenta a Ivanchuk no duelo chave da quinta rodada.

Uma das surpresas da prova foi a derrota do campeão mundial Magnus Carlsen ante Radoslaw Wojtaszek. O norueguês levava dois empates, e somente pode vencer na quarta rodada, alcançando assim o 50%. O jogo dele, ainda, está no deve.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Falecimiento do MI Alexandru Sorin Segal


Faleceu o MI Alexandru Sorin Segal. Mestre Internacional desde 1977 e Arbitro Internacional desde 1984.
Segal nasceu em Bucareste (Romênia) em 4 de outubro de 1947 e se naturalizou brasileiro, tendo defendido o nosso país em diversas Olimpíadas de xadrez. Formou-se em Economia em Bucareste em 1970 e chegou ao Brasil em 1971, radicando-se em São Paulo. É Mestre Internacional de xadrez desde 1977 e também árbitro internacional de xadrez. Foi campeão brasileiro absoluto 3 vezes, campeão paulista absoluto 4 vezes e representante olímpico 5 vezes. Participou de mais de 900 torneios nacionais e internacionais e é autor de Fundamentos de Tática, publicado em 1982. Uma pessoa que sempre estava de bem com a vida e adorava a região Norte e Nordeste onde disputou vários eventos e sempre gostava de voltar.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

O xadrez brasileiro teve um 2014 espetacular

Equipe feminina de Brasil na Olimpíada de Tromso, Noruega: Álvaro Aranha (Capitão), Vanessa Feliciano, Regina Ribeiro, Juliana Terao, Joara Chaves e Suzana Chang

A Confederação Brasileira de Xadrez publicou seu balanço do ano 2014, um período que esteve lotado de grandes acontecimentos, e no qual também aparecem grandes novidades para o presente ano 2015. A instituição mostra uma saudável força e cresce incluso na ordem internacional. parabéns pelo excelente trabalho!
Segue o balanço publicado pela entidade mãe do xadrez nacional:


Desejando a Comunidade Enxadrística um feliz 2015 fazemos uma retrospectiva do ano de 2014. O Ano de 2014 foi fantástico para o Xadrez Brasileiro. A CBX imaginou que seria difícil superar o excelente ano de 2013 porem 2014 foi ainda melhor e projetamos para 2015 um ano ainda mais vibrante. Em 2015 inauguraremos dentro da estratégia de desenvolvimento do Brasil inteiro o I Circuito de MI CBX do Norte com a etapa inicial em Roraima e o I Circuito de MI CBX do Centro-Oeste com a etapa inicial em Brasilia alem de inaugurar o I Circuito de GM CBX da Região Nordeste (assim o Circuito de MI da região Nordeste que ia pela 4 edição passa a ser circuito de GM!) com a etapa inicial em Natal no Rio Grande do Norte 
- A cereja do bolo de 2014 foi sem dúvida o Continental de Xadrez (que classificava 4 jogadores para a Copa do Mundo de Xadrez) em Pipa/Rio Grande do Norte organizado pela CBX e pela Federação do Rio Grande do Norte. Este evento que é o mais importante do Continente Americano quebrou paradigmas e mostrou o nível de organização, participação e força técnica da Região Nordeste. Este trabalho que é fruto da parceria das Federações Estaduais da Região com a CBX possibilitou o fato inédito de termos o evento com a maior premiação da história (R$ 50.000,00) do Xadrez no Brasil 
- A CBX trouxe para o Brasil outros eventos internacionais importantes que cobriram outras áreas do esporte. Além do segmento de alto rendimento com o Continental o Brasil foi sede do maior evento escolar do mundo no xadrez que é o Campeonato Mundial Escolar. O evento com 28 países atraiu a mídia nacional e com excelente organização da Liga X de Juiz de Fora e FMX e CBX possibilitou o intercambio internacional importante neste segmento. 
- Trouxemos o Pan-Americano de Seniores pelo segundo ano consecutivo para o Brasil e desta vez com duas novas categorias +50 e +65 anos possibilitamos normas de GM, titulos de MI e MF para esta categoria que teve tão pouco apoio antes. 
- Temos que destacar pela segunda vez quebramos o recorde do maior número de abertos do Brasil da história e as premiações recordes deste Abertos do Brasil . Tivemos este ano de 2014 que não homologar como Aberto do Brasil alguns eventos que estavam a menos de 800 km de distancia de outro Aberto do Brasil devido ao interesse grande dos jogadores e organizadores neste tipo de evento. Tivemos meses com 5 Abertos do Brasil. A CBX se orgulha que com o apoio dado por ela em alguns destes abertos em 2013 e 2014 fez com que explodisse este Circuito de Abertos do Brasil e com isso a premiação e a distribuição destes eventos por todo o país 
- A CBX realizou workshops nas regiões do país com o AI Antonio Bento para esclarecer a nova regra que entrou em vigor em 1 de julho de 2014 
- Na FIDE houve o crescimento do número de jogadores do BRA de 7632 a 8878 com id Internacional !! 
- Também aumentamos o corpo técnico O número de árbitros do quadro nacional passou de 776 para 824 sendo que subimos para 55 no quadro Internacional 
-Tivemos eleitos no Congresso da FIDE em Tromso Durante a Olimpiada para a Federação Internacional os seguintes membros nas comissões da FIDE: 
Ai Antonio Bento - Technical Commission 
AF Maximo Macedo - Anti-Cheating Commission 
FT Charles Moura Netto - Skills Management Commission 
- O Presidente da CBX GM Darcy lima foi reeleito para a Vice Presidente da América da FIDE Americas e reeleito Presidente da Comissão de Projetos Sociais da FIDE 
- A Delegação Brasileira no Sul-americano da Juventude teve ótima participação sendo que obteve 13 medalhas, 5 bronzes, 4 pratas e 4 ouros. 
A Delegação Brasileira ficou com um inédito 2o lugar no geral. 
- Títulos FIDE individuais obtidos :CM + 4 (11 a 29) FM + 3 (77 a 89) WMI +1 (8 para 9) 
- Apoio da CBX direto a diversas Federações tais como a do AM,PA,MG,PB,PI,PE,RN,RJ,RS e várias mais 
- Apoio a jogadores. Este ano apoiamos muitos jogadores com ajuda de custo, passagens ,estadia ou inscrição desde Campeonatos Pan Americanos Femininos na Argentina até Mundiais rápido e relâmpago em Dubai Continentais etc..., tais como Alexandr Fier, Rafael Leitão, Krikor Sevag Mekhtarian, Felipe El Debs, Vanessa Feliciano, Juliana Terao, Yago Santiago e etc... 
- A CBX patrocinou diversas inscrições de alunos carentes no Mundial Escolar de Juiz de Fora além anuidades da CBX de pessoas carentes em todo o país 
- reativados os regionais escolares de Xadrez 
- O Calendário passou a ser divulgado em Dezembro do ano anterior permitindo que as Federações e Organizadores possam planejar os seus torneios 
- Cumprido o calendário 
- após reativado o título de Mestre nacional valorizando os jogadores por mérito desportivo continuamos a qualificar os jogadores e tivemos diversos jogadores se tornando Mestres Nacionais 
- a nova página dinâmica da CBX (em vez da estática anterior) que virou referencia nacional bateu recordes de visita neste ano de 2014 
- Dinamizado o facebook como forma de divulgação de noticias e torneios 
(passou de alcance semanal de 200 pessoas em 2012 para 3000 de alcance semanal em 2013 e 2014 chegando ter picos de 14.000 de alcance semanal !!!) 
- A CBX conseguiu criar uma arena de jogos online (Arena CBX online) própria coisa que só a FIDE tem e mais duas Federações (inédito e inimaginável antes) 
- A CBX recebeu reconhecimento Internacional pela excelência em organização de eventos pela FIDE, FIDE America e pelos principais sites do mundo 
- A CBX reabilitou o rating CBX no ano de 2013 e publica uma lista mensal. Isto ocorreu em todos os meses de 2013 e de 2014 num fato inédito para a CBX. 
- A CBX através do site www.xadrezead.com possibilitou que pessoas de diversas partes do país pudessem se qualificar através do ensino a distancia para as diversas atividades (árbitro , Organizador, Instrutor de xadrez pedagógico etc...) sem ter que se deslocar de suas casas democratizando o ensino . Isto também uniformizou e criou um padrão já que os cursos anteriormente ofereciam visões diferentes pois cada árbitro que dava um curso interpretava e dava peso diferente a cada lei. 
- A CBX acabou com a obrigatoriedade de pagamentos de árbitros que ficaram parados todos os anos que não estavam atuastes. Eles agora pagam a anuidade do ano corrente e se ficaram mais de 2 anos parados fazem uma reciclagem apenas. 
- A CBX em 2013 e manteve em 2014 instituiu no seu regulamento o pagamento de 50% das inscrições em torneios para o idoso conforme preconiza o estatuto do idoso e não constava nos regulamentos da CBX 
- Regulamentado em 2013 e aprimorado em 2014 os Convites VIP's acabando com a entrada na Semifinal pela Janela e aumentado com isto o nível técnico das Semifinais 
- Reconhecimento pela comunidade enxadrística Internacional da importância que o Brasil adquiriu através da eleição do Presidente da CBX e Vice Presidente da FIDE- Américas GM Darcy Lima para a Comissão Eleitoral da FIDE que elegerá o próximo Presidente da FIDE (Fato inédito) 
- Apoio ao Xadrez Feminino com convênios com a FIDE 
- Neste ano de 2014 pelo segundo ano consecutivo pelo prestigio Internacional do Presidente da CBX GM Darcy lima indicou uma jogadora para o projeto da Comissão WOM da FIDE para que a atleta Larissa I. Barbosa fosse treinada um ano por um GM e pudesse participar de vários eventos patrocinados pela WOM 
- Conseguiu vaga para a atleta Stella Queiroz participar do torneio de Jovens talentos nos EUA 
- Cooperação com a Federação Brasileira de Esportes Universitários para a Olimpíada Mundial universitária e nos Jogos Universitários Brasileiros 
- Cooperação com o Comitê Olímpico Brasileiro para a organização dos Jogos Escolares Brasileiros em João Pessoa e Londrina. 
- Boa participação das Equipes Olímpicas nas Olimpíadas de Tromso 
- Apoio a diversas entidades co-irmãs de Xadrez como o apoio ao Campeonato de Xadrez da FBXDV (Deficientes Visuais) e apoio ao xadrez de Deficientes Visuais 
- Apoio a categoria de Seniores trazendo pela primeira vez o Pan de Seniores para o Brasil 
- O funcionamento da regulamentação das transferências e homologação das transferências entre UF's (estados) protegendo os jogadores e evitando perseguições a eles em 2014 por determinadas entidades e indivíduos como ocorrido em 2013 nos Jogos Abertos de SC com a atleta Juliana Terao de Blumenau e que a CBX atuou em defesa da atleta no tribunal da STJD de Santa Catarina e venceu protegendo os interesses dos jogadores . Em 2014 com a regulamentação feita pela CBX não houve nenhum recurso contra jogadores no Jogos Abertos de Santa Catarina 
- Edição do novo Caderno de Regulamento de torneios , novo Caderno de Regulamento de árbitros e novo Caderno de Organizadores 

Pódio para Fier em Hastings


O grande mestre Alexandr Fier (foto) finalizou o tradicional torneio de Hastings, na Inglaterra, compartilhando a segunda colocação (ficou terceiro após a aplicação do sistema desempate), após empatar na última rodada com o campeão Zhao Jun na mesa 1.
Com esta atuação o mestre brasileiro continua a tendência ascendente que já tinha mostrado nas últimas provas desde a olimpíada de Tromso.

Principais posições
1. Zhao Jun 8; 2-4. A. Mista, A. Fier, G. Kjartansson 7; 5-9. M. Rodshtein, M. Lagarde, J. Hawkins, J. Vakhidov, K. Arkell  6½; 10-18. R. Edouard, S. Bogner, D. Sengupta, G. Flear, B. Gledura, A. Longson, R. Bellin, W. Kheit, J. Anderson 6; etc. (104 participantes)

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

CBX implementa mudanças no xadrez feminino



Com vista a melhorar o índice técnico do xadrez feminino no país a CBX consultou jogadoras nacionais e estrangeiras, Federações, organizadores e o técnico da Equipe Olímpica Feminina e está alterando a sistemática da Classificação para a Equipe Olímpica e o ciclo do Campeonato Brasileiro Feminino. 
Estrategicamente a filosofia será valorizar o confronto com jogadores fortes para que as jogadoras possam evoluir tecnicamente. Para isso precisam enfrentar mais vezes os jogadores Masculinos que estão mais evoluídos tecnicamente . 

1- Classificação para a Olimpíada Feminina: 
Se dará pelo cálculo dos 4 melhores ratings performances em : Abertos do Brasil STD e em Semifinais e Finais do Campeonato Brasileiro Absoluto e Feminino . O Período de validade para obtenção dos ratings performances iniciará no dia 1 de Janeiro de 2015 e findará a 1 de julho de 2016. 

2- Semifinal e Final do Brasileiro Feminino 
Se realizará uma semifinal Aberta e uma final Round-Robin com 10 jogadoras e possibilitando norma de WMI em vez de como era uma final aberta. O Round-Robin é mais apurado tecnicamente e o formato permite que possamos qualificar mais as jogadoras sem título. A ideia é em dois anos termos duas semifinais Femininas e as condições serem as mesmas para o Absoluto e o Feminino. A descrição completa do regulamento da Semifinal e da Final pode ser vista no Caderno de Regulamentos CBX 2015

sábado, 3 de janeiro de 2015

Fier está no terceiro lugar em Hastings

ERAM OUTROS TEMPOS - Svetozar Gligorić (na esquerda da foto) de Iugoslávia, e o futuro campeão mundial Boris Spassky, da URSS, na abertura da 41a. edição do torneio de Hastings (1965) - Foto: AP
O grande mestre brasileiro Alexandr Fier compartilha a terceira colocação após a sexta rodada do tradicional torneio de Hastings, que vai pela 90a edição.
No século XX, a prova era um clássico de campeões, com participação dos melhores do mundo. Nos últimos anos não tem esse brilho, mas ainda concita a atenção de conhecidos mestres. Na presente edição, ademais de Fier, outros conhecidos grandes mestres participam: o israelense Maxim Rodshtein, primeiro pré-classificado da prova, o chinês Zhao Jun -líder isolado com 100% de aproveitamento-, o francês Roman Edouard e o polonês Alexander Mista.
Na rodada de ontem, Fier não pode quebrar a resistência oferecida pelo mestre internacional de Islândia Kjartarsson, que obteve um equilíbrio relativamente simples desde a variante Merano da Semieslava.
A falta de três rodadas, o brasileiro luta por um lugar no pódio.

Principais posições
1. Zhao Jun 6; 2. M. Hebden 5; 3-15. M. Rodshtein, R. Edouard, A. Mista, A. Fier, S. Bogner, M. Lagarde, D. Sengupta, J. Vakhidov, K. Arkell, G. Kjartansson,  B. Gledura, A. Hunt, T. Olsarova 4½; etc. (104 participantes)

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Fier participa do tradicional torneio de Hastings


Um dos torneios com mais história, a 90a edição do Hastings Masters (nos últimos anos um aberto) tem lugar nessa cidade inglesa até o próximo 6 de janeiro. A prova se realiza pelo sistema suíço em nove rodadas, e tem entre seus participantes ao grande mestre brasileiro Alexandr Fier.
O nosso representante leva 3½ pontos sobre 4 possíveis; hoje venceu ao seu colega Jahongir Vakhidov mostrando boa técnica no final de torre e quatro peões por lado (com estrutura melhor para o brasileiro), e com esse resultado compartilha a segunda colocação, a meio ponto do líder, o chinês Zhao Jun. Amanha Fier enfrenta ao húngaro Galyas.

Fier,Alexandr - Vakhidov,Jahongir 
Hastings ENG (4.4), 30.12.2014

1.c4 Cf6 2.Cc3 g6 3.d4 Bg7 4.e4 d6 5.Be2 0–0 6.Bg5 c5 7.d5 e6 8.Dd2 exd5 9.exd5 Db6 10.Cf3 Bf5 11.Ch4 Ce4 12.Cxe4 Bxe4 13.f3 h6 14.Bxh6 Bxh6 15.Dxh6 Dxb2 16.0–0 Bc2


17.Rh1 Te8 18.Dd2 Dd4 19.Dxc2 Dxh4 20.Tab1 b6 21.f4 Cd7 22.f5 Rg7 23.Tb3 De7 24.Bd1 De4 25.Df2 Dd4 26.Df3 Df6 27.fxg6 fxg6 28.Dxf6+ Cxf6 29.Tbf3 Tf8 30.Rg1 Tae8 31.Bc2 Cd7 32.Txf8 Cxf8 33.h4 Te3 34.Tf3 Te2 35.Tf2 Te1+ 36.Tf1 Te5 37.Tf3 Th5 38.g3 Cd7 39.Ta3 a5 40.Tb3 Th8 41.Tb1 Tb8 42.Bd3 Ce5 43.Be2 g5 44.Rg2 gxh4 45.gxh4 Cg6 46.Rg3 Te8 47.Bh5 Tb8 48.Bxg6 Rxg6


49.Rg4 Rf6 50.Te1 b5 51.Te6+ Rf7 52.cxb5 Txb5 53.Txd6 Tb2 54.a3 Tb3 55.h5 Txa3 56.h6 Ta1 57.h7 Tg1+ 58.Rf5 Tf1+ 59.Re4 Te1+ 60.Rd3 Rg7 61.Td7+ Rh8 62.d6 Tc1


63.Re4 Td1 64.Re5 Te1+ 65.Rd5 Td1+ 66.Rxc5 Tc1+ 67.Rd5 Td1+ 68.Re6 Te1+ 69.Rf6 Tf1+ 70.Re7 Te1+ 71.Rf8 Td1 72.Td8 Rxh7 73.Re7 Te1+ 74.Rd7 Rg7 75.Te8 Tf1 76.Ta8 Ta1 77.Ta7 Rf6 78.Rc8 Tc1+ 79.Tc7 1–0