domingo, 29 de abril de 2012

Richard Reti o desafia!


Os leitores deste blog já conhecem alguma das criações em materia de finais artísticos do grande mestre Richard Reti (foto; 1889 - 1929), pois foram objetos de uma postagem titulada Reti a anti-Reti (+ problema da semana) que pode-se ver no seguinte link:
Nesta oportunidade, o problema da semana é também do genial enxadrista:


Jogam as brancas e ganham. Dica: não é tão simples quanto parece...
No livro Endgame Magic, de John Beasley e Timothy Withworth, se indica que possivelmente tenham colaborado na construção deste final os conhecidos compositores Arthur Mandler e Henri Rinck.
A solução será publicada neste blog na próxima quinta feira, 3 de maio.

sábado, 28 de abril de 2012

Um justo empate no match Aronian - Kramnik


Pelo mostrado por ambos os grandes mestres, o resultado de empate foi mais que justo após seis jogos lutados, em casos emocionantes e dramáticos, entre o ex campeão mundial Vladimir Kramnik e o armênio Levon Aronian (atual número 2 no rating elo internacional).
Após um duelo parelho, com uma vitória para cada um e três empates, hoje teve lugar a sexta partida, que também finalizou empatada (e com isso o placar ficou 3 - 3) mas, como aconteceu nos restantes jogos nulos, depois de um desenvolvimento com muita luta.
Mais uma vez Kramnik, levando as pretas, escolheu a defesa Berlinense da Ruy Lopez, porém esta vez Aronian prefiriu não enfrentar o denominado muro de Berlim e se internar nas complexidades da linha posicional 4.d3. No meio jogo os dois mestres dispuseram de chances, sendo o empate o justo resultado não somente da partida, mas também do match

Aronian,Levon (2820) - Kramnik,Vladimir (2801)
Zurich Chess Challenge Zurich SUI (6), 27.04.2012
1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 Cf6 4.d3 Bc5 5.Cbd2 d6 6.c3 0–0 7.0–0 Ce7 8.h3 Cg6 9.Te1 c6 10.Ba4 Te8 11.d4 Bb6 12.Bc2 h6 13.a4 Be6 14.Cf1 exd4 15.Cxd4 Bd7 16.f4 d5 17.e5 Ce4 18.Bxe4 dxe4 19.a5 Bxa5 20.Cg3 Bb6 21.Rh2 c5 22.Cdf5 Bxf5 23.Cxf5 Dxd1 24.Txd1 Tad8 25.Be3 Td3 26.Te1 f6


27.exf6 gxf6 28.Cxh6+ Rf8 29.Ta4 Td5 30.c4 Td3 31.b4 Txe3 32.Txe3 cxb4 33.Tg3 e3 34.Txg6 e2 35.Ta1 Bf2 36.Tg8+ Re7 37.Tg7+ Rd6 38.Txb7 e1D 39.Txe1 Bxe1 40.Cf5+ Rc5 41.Tb5+ Rc6 42.Cd4+ Rc7 43.Tc5+ ½–½

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Aronian e Kramnik empatam e tudo se define hoje

Com placar igualado, Kramnik e Aronian jogam hoje a última partida do seu match

A quinta partida do match entre o ex campeão mundial Vladimir Kramnik e o segundo rankeado no sistema elo internacional, Levon Aronian, acabou empatada após uma intensa luta desenvolvida no marco de uma Semi-eslava variante Moscou.
Kramnik foi o primeiro em se afastar do antecedente da primeira partida do match, jogando 8.Be2 em vez de 8.Bd3. Porém, como a tomada em c4 possivelmente seja uma transposição, a verdadeira modificação com respecto ao antecedente citado é a decisão do mestre armênio de desenvolver o seu bispo rei pela diagonal natural -em vez do fiancheto adoptado no primeiro jogo-.
As brancas obtiveram uma posição com certa pressão, porém uma serie de lances exatos das pretas deixou um cenário equilibrado. No final, quando o jogo pareceu se animar, uma repetição de lances conssagrou a divisão do ponto.

Kramnik,Vladimir (2801) - Aronian,Levon (2820)
Zurich Chess Challenge Zuerich SUI (5), 27.04.2012
1.Cf3 d5 2.d4 Cf6 3.c4 c6 4.Cc3 e6 5.Bg5 h6 6.Bxf6 Dxf6 7.e3 Cd7 8.Be2 Dd8 9.0–0 Be7 10.Dc2 0–0 11.a3 b6 12.Tfd1 Bb7 13.Tac1 Db8 14.cxd5 cxd5 15.Da4 Cf6 16.Ba6 Bxa6 17.Dxa6 Dc8 18.Dxc8 Tfxc8 19.Ce5 Bd6 20.Cd3 Ce8


21.Rf1 Rf8 22.Re2 Re7 23.h3 Tc4 24.b3 Tcc8 25.a4 Ba3 26.Tc2 Tc7 27.Ta1 Bd6 28.Rd2 a5 29.Tcc1 Tac8 30.f3 f5 31.g4 g6 32.Ce2 Txc1 33.Cexc1 Cf6 34.Ce2 Ch7 35.Ce5 Cg5 36.Cf4 Bb4+ 37.Rd1 Tc3 38.Tc1 Txe3 39.Tc7+ Rd8 40.Tg7 Rc8 41.Tg8+ Rb7 42.Tg7+ Rc8 43.Tg8+ Rb7 ½–½

Hoje, desde as 10.00 (hora brasileira) se desenvolve a última partida do encontro, com Aronian levando as brancas. O placar está empatado em 2,5 pontos.
Site oficial: www.kramnikaronian.com

Mascarenhas: o triunfo da dignidade


Há que deixar constância da imensa labor desenvolvida pelo mestre fide Alberto Mascarenhas (na foto), um reconhecido professional no mundo da informatica e telecomunicações, pelo xadrez carioca e brasileiro. O seu amor pelo xadrez, as suas tentativas por dignificar a prática da nossa atividade e o constante exercício de honestidade intelectual fazem que a seguinte nota, publicada no blog do mestre fide Eduardo Maia, tenha ainda um valor superior para o futuro do xadrez no estado de Rio de Janeiro.
Com dirigentes como Mascarenhas e o grande grupo que ele montou  como diretoria  o xadrez carioca pode voltar aos lugares de destaque no Brasil. Parabens Alberto, Diretoria e Rio de Janeiro!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

A recuperação de Kramnik

Aronian leva as pretas amanha... vai enfrentar 1.e4 de novo ou Kramnik volta aos esquemas fechados?
A modo de balanço
A diferencia de elo, a maior prática nos últimos tempos e o momento extraordinário que Aronian está vivendo faziam dele o favorito no match contra Kramnik. O começo do encontro pareciu confirmar a previsão dos especialistas, pois Aronian venceu no primeiro jogo mostrando uma excelente técnica. Já Kramnik tinha-se mostrado fora de forma e -algo raro nele- perdendo um importante detalhe na abertura. No entanto, o grande mestre russo teve presencia de ánimo e recupero-se, empatando na segunda com seu favorito muro de Berlim e vencendo na espetacular terceira partida.
Certo, teve ajuda de Aronian, desde que a abertura dos Quatro Cavalos empregada não é precisamente a mais aguda das possibilidades brancas -se bem que leva a um jogo original onde muito território ainda espera ser desbravado-, porém o armênio escolheu uma variante muito arriscada, com entrega de dama mediante, que deu passo a um jogo pleno de modificações de material e temas táticos para um e outro lado. No entanto, a posição era mais difícil de jogar para as pretas e, objetivamente, melhor para as brancas, de forma que Kramnik, mostrando aqui sim uma muito boa técnica logrou se fazer com o ponto.
A quarta partida deixou, entretanto, a impressão que Kramnik obteve um empate cômodo apelando mais uma vez ao Muro de Berlim e, como o placar empatado em 2 pontos, a falta de duas partidas, no duelo há uma paridade absoluta incluso no psicologico -se não contamos o resultado do jogo rápido realizado após o quarto jogo-. Hoje a bola está no campo de Aronian, que deve definir estrategia para a parte decisiva do encontro. Deve ele tentar empatar de pretas e depois ir pela vitória com as brancas? Considerando que as suas partidas de brancas não deram até o momento esperanças e que a única vitória a obteve de pretas, a política reversa pode também ser implementada.
Kramnik deve tomar uma decisão não menos importante, correspondente ao seu primeiro lance. Deve ele jogar os esquemas que mais conhece, procurando uma vitória de brancas em alguma das preparações de abertura que ele possue? Ou, pelo contrario, insistir com o 1.e4 que deu tão bom resultado no terceiro jogo?
Misterio, misterio... amanhá a solução! (veja o jogo ao vivo no site oficial www.kramnikaronian.com desde as 10.00 hora brasileira)

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Aronian não pode quebrar o Muro

"Otra vez o Muro?" (foto chess-news.ru)
Por segunda vez consecutiva Aronian não pudo contra o Muro de Berlim. Nesta oportunidade o seu adversário -o russo Vladimir Kramnik, com quem se enfrenta num match à seis jogos na cidadesuíça de Zurich- empregou um esquema mais clássico -esta vez não se aventurou com a original 9...Be6, mas também pela troca de ordem do mestre armênio- e igualou com comodidade.
Ambos os mestres seguiram a linha de moda 9.Cc3 Re8 10.h3 (na ordem 9.h3, 10.Cc3) 10...h5 11.Bg5 -uma ideia de recente popularidade. Com antecedência era mais comúm 11.Td1; os leitores podem procurar o jogo Polgar - Karjakin, Khanty Mansiysk 2011 que é modelo desta linha-.
O encontro está agora empatado em dois; amanha é o último dia livre antes dos jogos decisivos na sexta e o sábado.

Aronian,Levon (2820) - Kramnik,Vladimir (2801)
Zurich Chess Challenge Zuerich SUI (4), 25.04.2012
1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 Cf6 4.0–0 Cxe4 5.d4 Cd6 6.Bxc6 dxc6 7.dxe5 Cf5 8.Dxd8+ Rxd8 9.h3 Re8 10.Cc3 h5 11.Bg5 Be6 12.b3 Be7 13.Tad1 h4 14.Tfe1 Td8 15.Txd8+ Rxd8 16.Ce4 b6


17.Bf4 Rc8 18.Ceg5 Bxg5 19.Bxg5 Bd5 20.Ch2 c5 21.Td1 Bc6 22.c3 a5 23.Cg4 Bd7 24.f3 a4 25.Rf2 ½–½
 
Como o jogo não superou as três horas de desenvolvimento, ambos os mestres disputaram um jogo rápido com as cores trocadas (não válido para o placar) e que acabou com vitória de Aronian após uma abertura Ruy Lopez que derivou num complexo meio-jogo.

Kramnik,Vladimir (2801) - Aronian,Levon (2820)
Zurich Chess Challenge Rapid Zurich SUI (1), 25.04.2012
1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 a6 4.Ba4 Cf6 5.d3 b5 6.Bb3 Bc5 7.c3 d6 8.Bg5 h6 9.Bh4 Bb6 10.Cbd2 Tb8 11.De2 a5 12.a4 b4 13.0–0 g5 14.Bg3 0–0 15.Cc4 Ba7 16.Cfd2 h5 17.h3 h4 18.Bh2 Rg7 19.Rh1 Th8 20.d4 bxc3 21.bxc3 exd4 22.e5


22...dxc3 23.exf6+ Dxf6 24.f4 cxd2 25.fxg5 De6 26.Dd1 Txb3 27.Dxb3 Ba6 28.Df3 Bxc4 29.Dxc6 Bd4 30.Bg1 Bxa1 31.Txa1 Te8 32.g6 Df6 33.Dxc4 Te1 34.Rh2 Txa1 35.Bd4 Th1+ 0–1

terça-feira, 24 de abril de 2012

Kramnik ganha após batalha com material desigual


Se o peão rei de Aronian foi uma surpresa, o de Kramnik de hoje foi surpresa e meia, porque as aberturas abertas são uma muito rara ocurrência na vida do grande mestre russo (nas bases de dados, a última partida pensada de Kramnik com 1.e4 data do ano 2006, se bem que durante 2009 empregou esse lance em jogos rápidos e as cegas).
Os mestres empregaram a Abertura dos Quatro Cavalos, versão Escocesa, e logo o jogo assumiu um caráter complexo quando depois de uma operação de trocas Kramnik acabou com dama contra torre e peça menor, que depois se convirtiu em dama contra três peças menores e finalmente em dama contra torre e duas peças -porém as brancas com dois peões livres na ala da dama que ao final se revelaram decisivos-. Com esta vitória, Kramnik alcançou Aronian no placar: transcurrida a metade do match, os grandes mestres empatam 1,5 x 1,5 com uma vitória para cada um deles.

Kramnik,Vladimir (2801) - Aronian,Levon (2820)
Zurich Chess Challenge SUI (3), 24.04.2012
1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Cc3 Cf6 4.d4 exd4 5.Cxd4 Bc5 6.Be3 Bb6 7.Dd2 0–0 8.0–0–0 Te8 9.f3 d5 10.exd5 Cxd5 11.Bg5 Cxc3 12.Bxd8 Cxd1 13.Bxc7 Bxc7 14.Cxc6


14...Ce3 15.Bb5 bxc6 16.Bxc6 Cc4 17.Dd4 Be6 18.Bxa8 Bb6 19.Dd3 Txa8


20.Te1 Td8 21.De4 g5 22.c3 Bc5 23.Te2 h6 24.g3 a5 25.f4 a4 26.f5 Bd5 27.Dd3 Bb6 28.b3 axb3 29.axb3 Ca5


30.Te8+ Txe8 31.Dxd5 Td8 32.Db5 Td6 33.Rc2 Rg7 34.b4 Cb7 35.c4 Tf6 36.g4 Cd8 37.c5 Bc7 38.Dd7 Cc6 39.b5 Ca7 40.Dxc7 Cxb5 41.De5 Ca7 42.Rd3 1–0

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Aronian começou melhor


A modo de balanço
Se bem que duas partidas é ainda uma mínima expressão para analisar o encontro, elas deixam alguma conclussaõ. Até o momento, Aronian se mostrou mais preparado (por exemplo, ele conhecia melhor os detalhes da posição da primeira partida e resolviu bem a posição que talvez não conhecia do segundo jogo, quando Kramnik empregou a surpreendente 9...Be6 na sua favorita estrutura do muro de Berlim), em melhor estado (a derrota de Kramnik na primeira partido parece diretamente relacionada com a falta de forma; faz tempo que o ex campeão mundial não jogava partidas sérias) e também exibiu uma muito boa técnica (por exemplo, para gahnar no primeiro jogo).

Kramnik, entretanto, parece estar indo de menos a mais, tendo jogado a segunda partida de forma muito mais segura (por exemplo, investiu menos tempo para achar os lances nela nas posições críticas, como a que surge de 13.Bf4). Considerando que amanha ele leva as peças brancas, este terceiro jogo pode ser dramático e muito importante no resultado final.
A partida pode-se ver ao vivo no site oficial (www.kramnikaronian.com), desde as 10.00 (hora brasileira)

800 edições de Xadrez Diário


Na manhá de hoje, os assinantes recibiram a edição 800 de Xadrez Diário, a nossa publicação eletrónica. O jogo comentado foi, claro, a segunda partida do match Aronian - Kramnik, além de informações sobre o torneio nacional búlgaro e o aberto de Dubai, nos Emiratos Arabes.
800 edições são, no mercado das publicações enxadrísticas na lingua portuguêsa, um pequeno hito. Somos felizes por isso e agradecemos a constante companhia de amigos, leitores e assinantes, com o compromisso de manter a qualidade do trabalho ou ainda melhora-lo.

domingo, 22 de abril de 2012

Interessante partida no Gambito Volga reverso!

Os esquemas Reti tem a virtude de propor, em muitas das suas linhas, sistemas reversos de diferentes defesas indias contra 1.d4. Assim, depois de 1.Cf3 d5 2.g3 c5 3.c4 d4 se produz uma formação característica da Bnoni Moderna ou, como acontece no seguinte jogo, do Gambito Volga (ou Benkö) so que com as cores trocadas.
O exemplo está tomado do torneio nacional búlgaro, que se desenvolve nestes dias na cidade de Panagyurishte, situada no centro do país, ao leste da capital Sofia. O grande mestre Momchil Nikolov realiza nele um bonito jogo, utilizando a variante com fiancheto do rei (aqui com tempo a menos!) para combater o gambito branco. O sacrifício final é muito bonito, e os leitores estão convidados a resolver a continuação em caso das brancas, em vez de abandonar, tivessem tomado alguma das peças oferecidas (ajuda: em ambos os casos a dama preta acessa posições ofensivas que decidem a partida).


Marholev,Dimitar (2383) - Nikolov,Momchil (2550)

Panagyurishte BUL, 76th Men BUL (5.4), 22.04.2012

1.Cf3 d5 2.g3 c5 3.c4 d4 4.b4 cxb4 5.a3 bxa3 6.Bxa3 Cc6 7.Bg2 Cf6 8.0–0 e5 9.Bxf8 Rxf8 10.d3 g6 11.Cbd2 h6 12.Db3 Rg7 13.Tfb1 Te8 14.Ce1 Te7 15.Cc2 Bf5 16.Da3 Tc8 17.Bxc6 Txc6 18.Dxa7 b5 19.Da3 bxc4 20.Cb4 Tce6 21.Cxc4 e4 22.Da5 De8 23.Cc2 Td7 24.Da3 exd3 25.exd3 Bh3 26.Dc5 Te2 27.Te1 Tde7 28.Txe2 Txe2 29.Cb6 Txf2 30.Rxf2 Cg4+ 31.Rf3


31...Bg2+! 0–1

Kramnik erige novamente o Muro

Amigos e adversários: Vladimir Kramnik e Levon Aronian
No ano 2000, o Muro de Berlim foi uma das armas fundamentais de Kramnik no seu match pelo título mundial contra Kasparov, em Londres. Naquela oportunidade, Garri não pudo quebrar os tijolos e devio se conformar com empates. Certo, ao ano seguinte ele apressentou novas ideias contra o esquema, mas o título estava perdido...
Doze anos mais tarde, e quando Aronian levando as brancas tentou surprender com 1.e4 na segunda aprtida do match que se realzia na cidade suíça de Zurich, Kramnik voltou confiar na sólida estrutura berlinense, com a adição de uma surpreendente nona jogada: 9...Be6.
O grande mestre russo equilibrou as ações, porém quando o jogo parecia encaminharse ao empate, uma imprecisão (acompanhada por oferta de empate) entregou a iniciativa a Aronian, que prefiriu continuar jogando e manteve a vantagem durante longo tempo. A diferencia de ontem, esta vez Kramnik jugou mais preciso e finalmente alcançou o empate.
Amanhá é dia livre: a terceira rodada tem lugar na terça feira, 24 de abril

Aronian,Levon (2820) - Kramnik,Vladimir (2801)
Zurich Chess Challenge Zuerich SUI (2), 22.04.2012
1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 Cf6 4.0–0 Cxe4 5.d4 Cd6 6.Bxc6 dxc6 7.dxe5 Cf5 8.Dxd8+ Rxd8 9.Cc3 Be6 10.Td1+ Re8 11.Cg5 Bc8 12.h3 Be7 13.Bf4 Ch4 14.e6 f6 15.Cf7 Tg8 16.Bxc7 Bxe6 17.Cd6+ Bxd6 18.Bxd6 Rf7 19.f3 Cf5 20.Bc5 b6 21.Bf2 Tgd8 22.a4 Ce7 23.a5 c5 24.Cb5 Cc6


25.Txd8 Txd8 26.axb6 axb6 27.Ta6 Td1+ 28.Rh2 Td2 29.Txb6 Txc2 30.Cd6+ Re7 31.Ce4 Cd4 32.Tb7+ Rf8 33.Tc7 Txb2 34.Txc5 Cf5 35.Cg3 Txf2 36.Cxf5 Bxf5 37.Txf5 Ta2 ½–½

sábado, 21 de abril de 2012

Aronian bateu primeiro


Levon Aronian obteve uma importante vitória na primeira rodada do seu match contra Vladimir Kramnik. O grande mestre armênio venceu levando as pretas, o que faz mais importante ainda o seu resultado, sobretudo tendo em conta que o encontro está pactado a seis jogos.
A partida começou com a denominada variante Moscou, uma das ramificações da popular defesa Semi-eslava. As pretas obtiveram uma posição com melhores peças menores, que derivou num pré-final com torres e peça menor por lado (bispo para Aronian, cavalo para Kramnik). Na procura de atividade o condutor das brancas entregou um peão, porém a sua iniciativa se enfrentou a uma inspirada defesa de Aronian, onde o bispo como peça defensiva demonstrou o seu poder. No final, as pretas conservaram o peão e incluso ganhavam mais material.
A segunda partida tem lugar amanha, e pode-se ver ao vivo no site oficial: www.kramnikaronian.com

Kramnik,Vladimir - Aronian,Levon
Zurich Chess Challenge Zurich SUI (1), 21.04.2012
1.Cf3 d5 2.d4 Cf6 3.c4 c6 4.Cc3 e6 5.Bg5 h6 6.Bxf6 Dxf6 7.e3 Cd7 8.Bd3 dxc4 9.Bxc4 g6 10.0–0 Bg7 11.Te1 0–0 12.e4 e5 13.d5 Td8 14.Te3 b5 15.dxc6 bxc4 16.Cd5 De6 17.cxd7 Txd7 18.Da4 Bb7 19.Dxc4 Bxd5 20.exd5 Dxd5 21.Dxd5 Txd5 22.Tae1 Te8 23.g4 Rh7 24.g5 hxg5 25.Cxg5+ Rg8 26.f4


26...Tb8 27.fxe5 Txb2 28.Cf3 Txa2 29.e6 fxe6 30.Txe6 Tf5 31.Ch4 Tf4 32.T6e4 Tf6 33.Tg4 Rf7 34.Tc1 Bh6 35.Tc7+ Re8 36.Te4+ Rd8 37.Th7 Bf8 38.Td4+ Rc8 39.Tc4+ Rb8 40.Td7 g5 41.Cg6 Bd6 0–1


sexta-feira, 20 de abril de 2012

Xeque...! Onde vai o rei?

As vezes pequenos detalhes fazem a diferencia, sobretudo nas posições onde a tática está presente. Vejam o seguinte caso, tomado de uma partida disputada hoje no campeonato nacional búlgaro:

Arnaudov, Petar (2476) - Rusev, Krasimir (2516)
Panagyurishte BUL ch 20.04.2012

Xeque...! Onde vai o rei? Nas retiradas possíveis, um cenário a considerar é a posterior tomada em e7, recuperando material e simplificando a posição. No entanto, nessa variante não é igual a colocação que assuma o rei branco

26.Rh1?!

26.Rh2! era a retirada correta. Se 26...Dd7 então 27.Cxe7+ Cxe7 28.Bxe7 é favorável para o primeiro lado; aqui não serve 28...Te8? por 29.Bd5 Texe7 30.Dxe7 e as brancas ganham!

26...Rf8

Perdendo a chance de jogar 26...Dd7! com leve vantagem depois de 27.Cxe7+ Cxe7 28.Bxe7 Te8 29.Dd2 Bxb2 30.Dxb2 Tfxe7. Nesta linha, se as brancas continuam como no comentário anterior com 29.Bd5? Texe7 30.Dxe7 perdem: as pretas têm a demoledora intermediária 30...Be4+! possível pela escolha do rei branco (h1 em vez de h2). Detalhes fazem a diferencia, ainda os pequenos em apariência como decidir onde levar o rei depois de um inocente xeque.
A continuação da partida foi:

27.Tcd1 Dd7 28.Bxe7+ Cxe7 29.Txd4 Te8 30.Dh5 Rg7? 31.Tg1 Cg6 32.Bh3 Tef8 33.Ce3 De6 34.Cxf5+ Txf5 35.Dd1 De3 36.Bxf5 Txf5 37.Dg4 De6 38.Txd6 Dxd6 39.Dxf5 1–0
Arnaudov compartilha a segunda colocação na Bulgária, com 2 pontos sobre 3 possíveis. O grande mestre Ivan Cheparinov lidera com o 100% dos pontos -hoje ele venceu ao outro +2600 do torneio, o gm Alexander Delchev-

Solução do Teste de hoje

O Teste de hoje é uma seção do jornal Xadrez Diário que apresenta posições onde o leitor deve resolver diversas questões, de natureza tática ou estratégica das diferentes fases da partida. Um exemplo delas pode-se ver no seguinte diagrama, publicado neste blog ontem:





As brancas têm uma posição estrategicamente ganha, em virtude da maior atividade das suas peças e a falta de cobertura do rei preto. No entanto o caminho a seguer não é tão simples, mas você pode descubrilo...
O exemplo foi tomado da partida Kolev - Collutiis, San Bernardino 2012, e a solução é:

46.Dd5! O posicionamento da dama branca na grande diagonal dessa cor é chave 46...Dd6 [46...Bb6 47.Dxh5+-] 47.Dxh5?! [As pretas contrajogam agora. A continuação que o leitor deve descobrir para solucionar o teste é 47.De4! (ameaça Ca5+). As pretas não têm defesa adequada, por exemplo 47...Dd7 48.Cb4+ Db7 49.Cd5 Be7 50.De5 Bd8 51.Dxh5+- O peão b5 fica defendido de forma indireta e as brancas ganharam material sem permitir contrajogo] 47...Df8 48.f4 gxf3+ 49.Rf1?! [49.Dxf3 Rb7 50.Cd8+ Rc8 51.Cf7±] 49...Rb7 50.Ce5 Agora a vantagem branca é mínima, por exemplo se as pretas seguem com 50...Rc7. A que segue, em cambio, permite ao primeiro jogador recuperar o mando 50...De7? 51.Dxf3+ Rb6? [51...Rc7 52.Dc6+ Rd8 53.Cd3±] 52.Dc6+ Ra5 53.Da6+ Rb4 54.Cc6+ 1–0
 
 

Best-seller

File:Ruylopez llibre.jpg

O livro de xadrez do espanhol Ruy Lopez de Segura (Zafra, 1540 - Madri 1580), denominado Libro de la invención liberal y arte del juego del Axedrez, foi editado em Alcalá de Henares no ano 1561, sendo um dos primeiros em publicar questões estratégicas (em vez da costumeira seleição de problemas das publicações prévias), ao tempo que as regras do jogo e uma resenha da sua origem. Uma copia do mesmo pode-se observar na Biblioteca Nacional de Rio de Janeiro.
No seu tempo, foi um verdadeiro best-seller, ao ponto que foi traduzido e publicado em três outros idiomas: francês (edições dos anos 1609, 1615, 1636, 1665 e 1674), italiano (1584) e português (1647)

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Teste de hoje

Uma das seções do jornal eletrónico Xadrez Diário (que chega diariamente aos assinantes) é a denominada Teste de hoje, que apresenta posições onde o leitor deve resolver diversas questões, de natureza tática ou estratégica das diferentes fases da partida. Um exemplo delas pode-se ver no seguinte diagrama:


As brancas têm uma posição estrategicamente ganha, em virtude da maior atividade das suas peças e a falta de cobertura do rei preto. No entanto o caminho a seguer não é tão simples, mas você pode descubrilo... indique pois a possível sequência que incrementa a vantagem branca (dica: coloque o tabuleiro e dedique ao analise da posição entre vinte e trinta minutos)
A solução vai ser indicada nesta sexta

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Este sábado começa o match Aronian - Kramnik


A cidade suíça de Zurich é a sede do encontro amistoso entre dois dos melhores enxadristas do mundo, o armênio Levon Aronian e o russo Vladimir Kramnik. O match se disputará à seis jogos, começando este sábado 21 e finalizando o sábado 28. O ritmo de jogo vai ser de 120 minutos para 40 lances, 60 minutos para os seguintes 20 lances e 15 minutos à finish com acréscimo de 30 segundos cada lance, a partir do lance 61.
Como característica curiosa, se o jogo acaba antes de passadas tres horas, os mestres disputaram partidas rápidas (não válidas para o resultado do match).
O site oficial é:

Aberto do Brasil – Memorial Luiz Rêgo


O presidente da Federação Piauense de Xadrez Luis Carlos Sales é o realizador do video fotográfico promocional da edição do Aberto do Brasil realizada no passado mes de março na cidade de Teresina, capital do estado de Piauí (a foto colocada acima é da referida prova).
Com fotos de Livia Nery, o material exposto no site youtube mostra as publicações feitas nos jornais locais e internet promocionando a prova antes da sua realização e diversas imagens da competência e da entrega de premios.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Svidler augura match interessante entre Anand e Gelfand


Apesar da forma atual (baixa) de Anand e Gelfand, o seu match -maio deste ano na cidade de Moscou- vai ser interessante, na opinão do grande mestre russo Peter Svidler (foto).
O ganhador da Copa do Mundo 2011 (classificado para o próximo torneio candidatura) expressou ao site da Federação Russa que o encontro pelo título mundial vai ser "muito mais interessante do esperado" e confirmou que vai participar do trabalho organizativo desse match analisando os jogos para o público.
"Penso que a forma atual do campeão mundial, ao igual que a do desafiante, não reflexa a realidade" indicou Svidler, que adicionou: "O tempo vai demostrar que (nesse encontro pelo título) dois grandes jogadores estão competindo".

segunda-feira, 16 de abril de 2012

A melhor partida do torneio russo por equipes

Morozevich e Svidler empatam, mas que empate! (foto Dmitry Kryakvin)
Pela rodada 5, se enfrentaram as equipes de São Petersburgo (encabeçada por Peter Svidler) e Economist (liderada por Alexander Morozevich), a priori dois dos favoritos. O encontro acabou com vitória dos primeiros pela mínima diferencia (3,5 à 2,5) porém o mais destacado foi o jogo entre os mencionados mestres, que apesar de finalizar em empate teve um desenvolvimento realmente entretenido:


Svidler,Peter (2744) - Morozevich,Alexander (2765)
19th TCh-RUS 2012 Sochi RUS (5), 13.04.2012

Comentários do MI Luis Rodi

1.Cf3 Cf6 2.c4 e6 3.Cc3 d5 4.d4 Be7

Por transposição o jogo derivou no velho gambito de dama declinado, em uma das suas versões mais clássicas (a opção 4...Bb4, o sistema Ragozin, está de moda na elite nos últimos meses). Agora 5.Bg5 é a principal continuação histórica, porém o seguinte lance -ingressando na variante Blackburne- é também uma das escolhas frequentes da elite desde a utilização no torneio de candidatos de Kazan

5.Bf4 0–0 6.a3

Em principio, esta pouco usual ideia (menos de cen jogos na minha base contra mais de 6.000 da linha principal 6.e3) está dirigida contra a reação ...c5 (as brancas respondem com dxc5 e e3 nesse caso, projetando b4 com ganho de tempo), e pode ser considerada uma jogada útil na espera das pretas mostrar algo mais do seu plano. Um dos primeiros em emprega-la foi o grande mestre Darcy Lima

6...b6

A mais popular. Duas linhas experimentais tomadas da prática recente: a) 6...dxc4 7.e4 b5!? 8.Cxb5 Cxe4 9.Bxc4 Cd6 10.Bd3 Cxb5 11.Bxb5 Bb7 12.0–0 Cd7 13.Tc1 Bd6 com jogo perto do equilíbrio, Gelfand - Anand, Moscou 2011; b) 6...c5 7.dxc5 Ce4!? 8.Dc2 Ca6 9.Cxe4 dxe4 10.Td1 Da5+ 11.Bd2 Dc7 12.Dxe4 Cxc5 13.De5 Dc6 é algo melhor para as brancas, Vachier-Lagrave - Giri, Wijk aan Zee 2011

7.cxd5 Cxd5

Normalmente as pretas capturam com peça. No gambito de dama declinado, como na Benoni Moderna, esse lado tem problemas de espaço e competência entre as suas peças menores, pelo qual a troca de uma ou dois delas é considerada natural

8.Cxd5 exd5

As brancas têm que definir a saída do seu bispo de casas claras. Por alguma razão, a maioria dos enxadristas prefiriu desenvolver ele por fiancheto -nesta posição concreta me parece mais útil a colocação pela diagonal b1–h7-. Svidler, com seu seguinte lance, posterga a decisão por mais um instante

9.Dc2 c5 10.dxc5 bxc5 11.e4


Uma ideia muito concreta, com intenção de explorar a debilidade momentanea da diagonal maior branca e as fraquezas na estrutura preta. O seguinte lance, a novidade teórica do jogo, é possivelmente a resposta mais crítica

11...dxe4!

O maior problema da disposição branca é que o seu rei ainda permanece no centro; o lance de Morozevich explora magistralmente esse detalhe. Com antecedência tinham sido empregadas as alternativas: a) 11...Bb7 12.exd5 Dxd5 13.Bc4 Dh5 14.Db3 Bxf3 15.Dxf3 Dxf3 16.gxf3 é aproximadamente igual, Gyimesi - Naiditsch, Alemanha tt 2010. A estrutura preta é algo melhor, mas as brancas contam com o par de bispos; b) 11...d4 12.Bd3 Ba6 13.Bxa6 (13.0–0 Bxd3 14.Dxd3 a5=) 13...Da5+ 14.Cd2 Dxa6 15.Bxb8 Taxb8 16.Cc4 d3 17.Dxd3 Tfd8 18.De2 Bg5 com boa compensação para as pretas, Wojtaszek - Roiz, Lublin 2011

12.Dxe4 Te8

Não a única. As pretas também podem pensar em 12...Bf6!?

13.Bd3!

Criando novas ameaças ao tempo que se mantém a estabelecida sobre a grande diagonal. Interessantes são as opções: a) 13.Be3 (resguardo para o monarca) 13...Bf6! 14.Dxa8 Db6! 15.Dd5 Dxb2 16.Td1 Bb7 17.Dxc5 (17.Dc4 Bxf3 18.Be2 é também possível) 17...Bxf3 18.Tc1 (18.gxf3? Bc3+ e as pretas ganham) 18...Bh4 com possível repetição de lances após 19.Tc2 Db1+ 20.Tc1 Db2=; b) 13.Dxa8 Bf6+ 14.Be2?! (melhor é 14.Be3! Db6 com passe à linha a) 14...Txe2+ 15.Rxe2 Ba6+ 16.Re1 De8+ 17.Ce5 Bxe5 18.f3 Bxf4+ 19.De4 Db5 com vantagem preta

13...Bf6 14.Ce5 Cc6

Muito interessante. As pretas, entretanto, têm alternativas naturais: a) É ruim 14...Bxe5? 15.Bxe5± As brancas mantém todas as ameaças e no caso preciso podem pensar em 0–0 ou f4; b) Em cambio 14...Bf5!? é possível, por exemplo 15.Dxf5 g6 16.De4 Cd7 17.0–0 Bxe5 18.Bxe5 Txe5 com equilíbrio aproximado. A escolha de Morozevich é muito mais complexa, possivelmente disenhada para tentar a vitória!

15.Dxh7+

Claramente superior à opção 15.Dxc6 Bxe5 (clara vantagem preta) onde muitas peças estão no ar... incluso o rei branco!

15...Rf8 16.Dh8+ Re7 17.Cxc6+ Rd7+


Xeque e contra-xeque! Uma posição quase de problema -será que algum dos mestres (ou os dois!) teve(ram) ela na tela do seu computador previamente?-

18.Be5! Rxc6!

Melhor que 18...Txh8? 19.Cxd8 Bxe5 20.Cxf7±

19.0–0–0! Bxe5

A mais segura, obrigando a continuar de forma forçada. No caso de 19...Txh8 20.Be4+ Rb6! 21.Txd8 Bxe5! (21...Txd8 22.Bxf6±) 22.Txh8 Bf4+ 23.Rc2 Bb7 24.Bxb7 Txh8 25.Bd5 se alcança uma posição semelhante à da partida. Aqui o rei preto está em b6 e não em c7, o que pode favorecer às brancas (de forma mais teórica que real, por certo)

20.Be4+ Rc7 21.Txd8 Txh8 22.Txh8


22...Bf4+ 23.Rc2 Bb7 24.Bxb7 Txh8 25.Bd5

A vantagem branca é claramente nominal, e logo o jogo se simplifica de forma que os bispos de cor diferente fazem impossível outro resultado que não seja a divisão do ponto

25...Td8 26.Td1

26.Bxf7 Td2+ 27.Rb3 Txf2=

26...Bxh2 27.Bxf7

Agora o empate é irreversível, como também é no caso de 27.b3 Be5 28.Bxf7 Tf8 29.Td5 Txf7 30.Txe5 Txf2+ 31.Rd3 Txg2 32.Txc5+ Rb6=; ou 27.Td3 f6=; 27.g3!? Bg1 28.Txg1 Txd5= é a única chance prática para tentar obter suco das pedras

27...Tf8 28.Bd5 Txf2+ 29.Td2 Txd2+ 30.Rxd2 Be5 31.b3 Bf6

Uma partida extraordinária! ½–½

domingo, 15 de abril de 2012

Emocionante final na Rússia


Триумфатор командного чемпионата России 2012 года -
A equipe campeã (foto Federação Russa de Xadrez)

Foram sete rodadas a pura emoção, com diversos times alcançando a liderança -o Ekonomist de Morozevich, o São Petersburgo de Svidler e finalmente o Tomsk-400 de Karjakin-. Alguns resultados entre equipes fortes foram:
* SHSM-64 (Moscou) - Tomsk-400 3-3 (rodada 3)
* Economist (Saratov) - SHSM-64 (Moscou) 3,5 - 2,5 (rodada 4)
* Tomsk-400 - São Petersburgo 2,5 - 3,5 (rodada 4)
* São Petersburgo - Economist (Saratov) 3,5 -2,5 (rodada 5)
* Economist (Saratov) - Tomsk-400 2,5 - 3,5 (rodada 6)
* São Petersburgo - SHSM-64 (Moscou) 3 - 3 (rodada 7)
Finalmente, o Tomsk-400 e o São Petersburgo comaprtilharam o primeiro lugar, com 11 pontos sobre 14 possíveis (2 pontos por match ganho). Contabiliçando os resultados por tabuleiro, a equipe de Tomsk-400 foi a campeã, sumando 27 pontos contra 25,5 dos de São Petersburgo. O podio ficou completo com a equipe moscovita SHSM-64, com mesmos pontos (10) orém melhor desempate (28 à 24,5) que o Economist.
A equipe campeão começou o torneio sendo a quarta pré-classificada, seus integrantes: gm Sergey Karjakin, Ruslan Ponomariov, Ernesto Inarkiev, Alexander Motylev, Viktor Bologan, Denis Khismatullin, Alexander Areshchenko e Igor Kurnosov.
Karjakin teve uma excelente atuação no primeiro tabuleiro: 5,5 em 7 (quatro vitórias), enquanto Bologan (4,5 em 6) foi outro dos pontos altos da equipe.

Tiviakov derrota Anand na Bundesliga


Sergey Tiviakov, em foto publicada pelo site chess-news.ru

O Baden-Baden é o campeão da Bundesliga alemã 2011/12, obtendo 27 pontos sobre os 30 possíveis. Um dos destaques das últimas duas rodadas, acontecidas neste passado fim de semana foi, entretanto, a derrota do campeão mundial Viswanathan Anand frente ao grande mestre russo -radicado na Holanda, país ao qual representa- Sergey Tiviakov (foto).
Tiviakov logrou vencer ao campeão empregando a variante Moscou (3.Bb5+) contra a Siciliana Najdorf, como se pode observar a continuação:

Tiviakov,Sergei (2647) - Anand,Viswanathan (2817)
Schachbundesliga 2011–12 Baden Baden GER (14.1), 14.04.2012
1.e4 c5 2.Cf3 d6 3.Bb5+ Cd7 4.d4 cxd4 5.Dxd4 a6 6.Bxd7+ Bxd7 7.c4 e5 8.Dd3 h6 9.Cc3 Cf6 10.0–0 Be7 11.a4 b6 12.b3 Ta7 13.Td1 Bc8 14.Ba3 Td7 15.Cd2 0–0 16.Cf1 Bb7 17.Ce3


As brancas emergeram da abertura com evidente vantagem

17...Te8 18.Ccd5 Cxd5 19.Cxd5 Bxd5 20.Dxd5 Da8 21.Dxa8 Txa8 22.Td5 f6 23.Tad1 Tad8 24.g3 g5 25.f4 gxf4 26.gxf4 Rf7 27.Rf2 exf4 28.Rf3 Re6 29.Bc1 Tc8 30.Bxf4 Bf8 31.h4 Tc6 32.h5 Tb7 33.Be3 Tb8 34.Bd4 Tc7 35.Tg1 Bg7 36.Tg6 Tf7 37.Be3 Td7 38.Tf5 Tf7


E aqui elas dominam em todo o tabuleiro. O maior problema preto, além das peças pasivas, é a falta de contra-jogo

39.Rg4 Bf8 40.Bxh6 Bxh6 41.Txh6 Tg7+ 42.Rf4 Tf8 43.a5 Tg1 44.axb6 Tb1 45.b7 Txb3 46.e5 dxe5+ 47.Txe5+ Rd6 48.Tf5 Re6 49.Th7 Td8 50.Td5 1–0

sábado, 14 de abril de 2012

Solução do desafio de Loyd

No aniversário 101 da desaparição física do problemista Sam Loyd, publicamos como nosso problema da semana o seguinte:
 




As brancas jogam e dão mate em dois lances. Loyd criou numerosos problemas de grande dificuldade, que desafiaram a mestres da época como Steinitz ou Lasker. Este, sem ser um dos mais difíceis, tem a sua complexidade. Foram varios os leitores que acharam a solução, indicando o lance chave 1.Dh7! após o qual cada movimento preto leva ao mate no seguinte lance branco (1...Txb3 2.Db1 mate, 1...Th2+ 2.Dxh2 mate, entre outros)

Doisneau e o xadrez

Este 14 de abril se cumple o centenário do nascimento de Robert Doisneau (1912-1994), um fotógrafo francês conhecido pelo seu trabalho de registro da sociedade francesa de post-guerra, com um olhar irónico e as vezes paradoxal.
Uma mostra da sua arte pode-se ver no seguinte link:
Ou também procurando imagens no seu buscador preferido.
Obviamente, sendo o xadrez parte importante da história humana e registro da sociedade, não podia estar ausente da sua obra.
A seguinte foto, captada no ano 1950, leva por título: Savignac aux echécs



sexta-feira, 13 de abril de 2012

Darcy = Fortaleza

A crônica do grande mestre Darcy Lima
Ari Maia, gm Darcy Lima, mf Alberto Mascarenhas, AI Pablyto Robert (presidente CBX) e mi Leandro Perdomo


Darcy quer dizer Fortaleza segundo alguns destes dicionários de nomes que pululam na Internet (http://www.listadenomes.com.br/darci/) . Pode ser por isso que me sinto em casa sempre que vou na maravilhosa cidade de Fortaleza do Estado do Ceará. Fui mais uma vez de 4 a 8 de Abril para o Aberto Organizado pelo AN Francisco Ari. Cancelei o convite do Presidente da FIDE Kirsan para o seu aniversário (dia 5 de Abril) e a presença no Presidential Board da FIDE que ocorreu  de 5 a 8 de Abril em Elista pois tinha que estar presente neste esforço em retomar o rumo dos grandes torneios em Fortaleza, onde tantos grandes eventos aconteceram.
Tenho especial lembrança de um deles. Foi no Náutico (perto do Hotel Ponta Mar onde jogamos agora em 2012) o Campeonato Brasileiro de 1979 onde muito jovem tive boa atuação e consegui o premio de beleza do torneio por minha vitória sobre o MI E. Limp (vejam partida abaixo). Lá também no ano seguinte em 1980 fui campeão Brasileiro Juvenil enfrentando jogadores tão talentosos : Paolozzi de São Paulo (desqualificou o GM Milos na seletiva em SP), MI Sandro Heleno de Brasilia (viria ser campeão PanAmericano Juvenil) , Rogério Becker, Hermes Amilcar, Flavio Daher, Daniel Goes, Cleobis Nogueira, Milton Braitt e na época uma sensação cearense o jogador na época de 12 anos chamado carinhosamente por Gonzaguinha.
Lá também grandes jogadores  nasceram, cresceram, trazendo glórias ao Brasil pelo seu talento. Mestre Internacional Helder Câmara, Comte. Chico Alves, Ronald Câmara (que chegou a ser Presidente da CBX também e que levou a CBX na época para Fortaleza), Luis Gentil e Luis Gentil Jr, Fred Saboya, Gerardo Frota e tantos outros.

Ano passado o ciclo havia sido retomado e o I Aberto de Fortaleza Xadrez Brasil tinha tido a vitória do GM Leitão e eu fiquei em segundo. Certamente este ano iria ser outro evento de sucesso pois o Ari havia começado seu trabalho cedo e tinha conseguido atrair desde Jogadores gigantes até pessoas em Miniatura. Uma pausa tem que ser feita e algumas palavras ditas sobre o Ari e seu cuidado organizativo. De enorme capacidade de trabalho e organização ele entrou em cena e veio acrescentar ao enorme desenvolvimento da região Nordeste graças a politicas de incentivo como circuito de torneios de MI (já são 2 e este ano será o terceiro!) e  palestras e  cursos proporcionados pela CBX tanto quanto ao esforço de grandes Nordestinos  apaixonados por nosso jogo que resolveram colocar a mão na massa e desenvolver nosso esporte organizando eventos, produzindo Blogs ajudando jovens.  Aqui temos a Familia Macedo no Rio Grande do Norte, Paixão e Wilter na Bahia, Carlos Viana e Ney Lucio em Sergipe, O Grande Fernando Melo e Kleber e Chiquinho e Dacio na Paraiba, MF Marcos Asfora e Byron em Pernambuco, José Gomes e Luiz Carlos no Piaui. É uma explosão que sendo continuada está trazendo cada vez mais frutos.
Salão de jogo excelente, arbitragem de nível internacional, Hotel de frente pra praia, torneio começando na hora, trato cordial com os jogadores. A marca de uma excelente organização foi só surpresa para os que não conhecem a preocupação  do organizador citado para que tenhamos um evento de altíssimo nível.

Antes de começar a analise técnica vale lembrar que foi lançado o anuário II do Xadrez Cearense. Uma obra do Francisco Ari que é um resgate a memória das partidas de todos os cearenses jogadas em 2011 (o Anuário I do Xadrez Cearense vem com as partidas de 2010). O Ari que comporá a chapa do atual Presidente AI Pablyto Ribeiro para a próxima eleição foi “intimado” por mim a criar para o xadrez Brasileiro também a partir de 2013 com as partidas de 2012 um anuário. Boas ideias tais como esta do Ari e algumas do Fernando Melo sempre aproveitamos para incorporar!
O torneio em si foi  muito disputado e com o Blitz no meio fez com que fosse colocado a prova a condição física dos jogadores também. Na última rodada muitos poderiam ter ganho o torneio e ele acabou indo merecidamente ao GM Krikor. Ele não jogou desde o inicio nas primeiras mesas pois perdeu uma partida muito bem jogada por uma das revelações do Nordeste o MF Iack Macedo. Mas porque merecido então? Porque ganhar um torneio é tão difícil e não um caso de sorte. Fazer pontos para estar entre os primeiros não é caso de sorte. Para mim todo critério pré estabelecido é correto e embora alguns são mais “injustos” (eu pessoalmente considero os milésimos medianos os mais justos mas não devem ser considerados sem distorções) que outros mas se te favorecem em um torneio te prejudicam em outros .
Eu gostei das minhas partidas e acho que ganhando 7 pontos de rating FIDE (vou agora a 2516) me sinto feliz por estar ainda subindo mesmo com tantas atividades que realizo.
Das minhas partidas gostei bastante da jogada contra o MF Vinicius TIné. que comento abaixo e da partida de ataque contra o Campeão Brasileiro Amador o goiano Aquiles Machado (também comentada). Fiquei perdido, mas safei em um final de peão a menos com o GM El Debs e infelizmente não consegui aumentar a pequena vantagem que tinha com pretas frente ao GM Vescovi (também comentada) na ultima rodada o que me daria os mesmos pontos do campeão.
Dois torneios seguidos no Nordeste (Teresina e Fortaleza)  e vem um terceiro por aí. Mais uma dose de hospitalidade, competência e organização agora com a família Macedo.O Aberto de Natal de 5 a 7 de junho! Não percam!!!!!

Jogo 1

Lima,D. - Limp,E.
Brasil (ch) (7), 1979
[Comentários do gm Darcy Lima]
PREMIO DE BELEZA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1979

1.e4 c5 2.Cf3 d6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cf6 5.Cc3 g6 6.Be2 Bg7 7.0–0 0–0 8.Bg5 Cc6 9.Cb3 a6 10.Rh1 b5 11.a3 Bb7 12.f4 b4 13.axb4 Cxb4 14.Ca5 Tb8 15.Cxb7 Txb7 16.e5 dxe5 17.fxe5 Cd7 18.Cd5 Cc6 19.Bxa6 Txb2 20.Bc4 Tb7 21.Txf7!


21...Txf7

21...Rxf7 22.Cc7+ e6 23.Bxe6#

22.Cxe7+ Cxe7 23.Bxf7+ Rxf7 24.Df3+ Re6 25.Dxb7 Cxe5 26.Bxe7 Dxe7 27.Ta6+ Rf7 28.Dd5+ Re8 29.Ta8+ 1–0

Jogo 2

Lima,Darcy (2509) - Martins,Vinicius Tine (2329)
II Torneio Aberto do Brasil - Taça cid Fortaleza - CE (4.4), 07.04.2012
[Comentários do gm Darcy Lima]
O grande mestre Darcy (esq) no seu jogo contra Vinicius Tiné
1.e4 c5 2.Cf3 d6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cf6 5.Cc3 a6

Aqui a primeira surpresa pois esperava jogarmos uma dragão onde tenho excelentes resultados com o sistema de Be2 e Bg5 desde os anos 80. Como Tiné jogava Dragào sempre me surpreendi mas depois soube que recentemente ele opta tambem e frequentemente pela siciliana Najdorf

6.g3

Este lance já foi empregado por mim contra O GM Leitào em um dos zonais sulamericanos que joguei e que embora tenha seguido um curso diferente ( eu voltei o cavalo por e3 em vez de b3 contra o Leitão) eu utilizei da mesma estratégia de aproveitar as debilidades da ala da dama e do avancó do peão b negro

6...e5 7.Cb3

7.Cde2 Be7 8.Bg2 Cbd7 9.h3 b5 10.0–0 Bb7 11.g4 0–0 12.Cg3 b4 13.Cd5 Cxd5 14.exd5 Te8 15.a3 a5 16.Be3 Dc7 17.Dd2 Ba6 18.Tfc1 Teb8 19.b3 Cc5 20.axb4 Txb4 21.De1!! Tab8 22.Bd2 Bd8 23.Bxb4 Txb4 24.Ce4! Cxe4 25.Bxe4 Dc5 26.Ta4 Txa4 27.bxa4 g6 28.Tb1 Bg5 29.Bd3! Bxd3 30.cxd3 Dxd5 31.De4 Da2 32.Tb8+ Rg7 33.Dc4 Dxc4 34.dxc4 Bd2 35.Rf1 Rf6 36.Re2 Bc3 37.Rd3 Be1 38.Tb1! 1–0 GM Darcy Lima- GM Rafael Leitào Zt 2001

7...Cbd7 8.Bg2 b5 9.0–0 Bb7 10.Te1 Be7 11.Cd2 0–0 12.Cf1 b4

Este lance típico da Siciliana e para evitar que o Branco após sua peregrinação de Cavalo até e3 possa ocupar a casa d5 com peça

13.Cd5 Cxd5 14.exd5 Bg5 15.Ce3 a5 16.a3

Estabilizada a posição as brancas começam sua estratégia de atacar o flanco da dama

16...Cf6 17.Bd2 Bxe3 18.Bxe3 Dd7

Lance lógico que procura combater a unica fraqueza branca (seu peão de d5) com Db5

19.Bg5 Ce8

19...Df5 20.Bxf6 Dxf6 21.Te4± forçando as pretas a jogarem bxa3 e ficarem com o peão de vulneravel a ataques

20.axb4 axb4 21.Txa8

Aproveitando que as torres pretas ficaram incomunicaveis as Brancas preparam o dominio da coluna aberta "a"

21...Bxa8 22.Dd3!


Agora a situação preta fica muito dificil pois este lance priva a dama da casa b5 e reforça o peão d5. O bispo indo depois para a casa d2 não mais atrapalhará a defesa de d5 pela dama branca

22...Cc7 23.Ta1 Tb8 24.b3 h6

Se não a dama preta nào pode sair para b5 pois se troca e segue Be7 capturando d6

25.Bd2 f5

Uma ideia bem bolada (fechar a diagonal h1–a8 do bispo branco e enfraquecer d5) porem que não surte efeito

26.Dc4 e4 27.Ta7 Tb7 28.Ta5 Tb5 29.Txb5! Cxb5 30.Dxb4+- Bxd5 31.c4 Da7 32.Dxb5 1–0

Jogo 3

Lima,Darcy (2509) - De Oliveira,Aquiles Machado (2096)
II Torneio Aberto do Brasil - Taça cid Fortaleza - CE (2.4), 06.04.2012

[Comentários do gm Darcy Lima]

1.e4 c5 2.Cf3 d6 3.c3

Este sistema modesto de abertura tem me dado ótimas vitórias e eu uso de vez em quando já que não tenho a teoria em dia. Parece bastante modesto porem podem sair partidas bem agressivas e um exemplo é minha partida jogada no Mundial de Equipes em 2009 contra o Gm Turco Esian que mostro na sequencia

3...Cf6 4.Be2 Cc6

4...Cbd7 (Esta foi a opção feita pelo GM turco e era uma preferida de G Kasparov que sofreu fragorosa derrota frente ao GM Svidler) 5.d3 b6 6.0–0 Bb7 7.Cbd2 g6 8.d4 cxd4 9.cxd4 Cxe4 10.Cxe4 Bxe4 11.Cg5 Bc6 (11...d5 foi a escolha de Kasparov, que perdeu em 37 lances) 12.d5 Bb7 13.Dd4 Tg8 14.Ce6! fxe6 15.dxe6 Ce5 16.Dxe5!! (Lima - Esen, Kemer [Wtt-ch] 2010; 1–0 em 27 lances)

5.d4 cxd4 6.cxd4 Cxe4 7.d5 Da5+ 8.Cc3 Cxc3 9.bxc3 Cb8

Também outras saídas de cavalo são possíveis: 9...Ce5; 9...Cd8

10.0–0

O problema é agora como o preto vai desenvolver. Vejam que todas as peças estào em 1 e somente a dama já desenvolveu. Opa não era a dama que não devia sair tão cedo?.... O preço pago (1 peão ) neste caso está claro que compensou

10...e5?!

Já que desenvolver a ala do rei com g7-g6 nào é possivel por Dd4! as pretas tentam tirar o bispo por e7 mas isto contribui para abrir a posição , fatal para quem tem tào poucas peças desenvolvidas

11.dxe6 Bxe6 12.Cg5!

Ameaçando Cxe6 e Db3 atacando e6 e b7

12...Cd7

A melhor defesa pois além de desenvolver agora nào vale aquela variante por Cc5 defendendo ambos os pontos

13.Tb1 Dc7 14.Bf3 Cc5 15.Be3 Tb8


16.Bxc5! dxc5

16...Dxc5 17.Bxb7! ameaçando Bc6+! (17.Cxe6 fxe6 18.Bxb7 é também possivel) 17...Txb7 18.Txb7 Dxg5 19.Da4+ Rd8 20.Dxa7+-

17.Da4+ Bd7

17...Dd7 18.Bc6!

18.Dc4

Xf7

18...Be6 19.Cxe6 fxe6 20.Dxe6+ Be7 21.Tfe1

é imparavel Bc6+! 1–0

Jogo 4

Vescovi,Giovanni (2604) - Lima,Darcy (2509)
II Torneio Aberto do Brasil - Taça cid Fortaleza - CE (7.1), 08.04.2012

[Comentários do gm Darcy Lima]

1.d4 d5 2.Cf3 e6 3.c4 dxc4 4.e3 Cf6 5.Bxc4 c5 6.0–0 Cc6

Não tão popular quanto 6...a6. porém um lance de desenvolvimento normal que em vez de lutar por espaço na ala da dama desenvolve uma peça e faz pressão em d4

7.Cc3 Be7 8.a3 cxd4

Importante após a2-a3 do Branco para evitar dxc5 e Bxc5 b2-b4 com expansão no flanco da dama. Com o rei preto no centro esta posiçào não apresentaria problemas para o preto com a troca de damas e o consequente final porem após rocar o final já apresenta dificuldades pois o rei negro é necessario para proteger as casas da coluna d

9.exd4 0–0 10.Dd3?!

Aqui vários lances são possiveis. Imagino que Te1 ou Ba2 etc... Aqui Vescovi não percebe a sutileza que o peão b quando chegar em b4 desalojará o Cavalo Branco de C3 relaxando o controle sobre d5 (peão isolado --> importante a casa da frente do peão) ou em caso de captura deste peão o Cavalo preto se colocará na casa b4 alem de controlar d5 ganhará um tempo através do ataque a dama. Esta possibilidade talvez tenha sido despercebida pois o peão nào está em a6 no momento......

10...a6 11.Bg5 b5 12.Ba2 b4


Com ligeira vantagem preta

13.Bb1

Aqui as pretas podem ganhar a qualidade porém ficam perdidas se capturam em c3

13...g6

13...bxc3? 14.Bxf6 g6 15.Bxe7 cxb2 16.Bxd8 bxa1D 17.Bf6+-

14.axb4 Cxb4 15.Dd2 Bb7 16.Ce5 Cd7!

As simplificações favorem o lado que luta contra o peão isolado

17.Bxe7

17.Bh6 Cxe5 18.dxe5 (18.Bxf8? Bxf8–+) 18...Dxd2 19.Bxd2 Tfd8 com clara vantagem preta

17...Dxe7 18.Be4

Senão o bispo preto é melhor que o posicionado em b1

18...Cf6 19.Dg5!?

Aqui infelizmente não funciona h7-h6...

19...Bxe4

19...h6 20.Cxg6+- (20.Dh4 g5 21.Dxh6 Cxe4–+; 20.Df4 g5 21.Df3 (21.De3 Cxe4 22.Cxe4 Cc2–+) 21...Cxe4 22.Cxe4 f5–+)

20.Cxe4 Cbd5 21.Cc6 Db7 22.Cxf6+ Cxf6 23.Ca5 De7 24.Cc6 Db7 25.Ca5 De7 26.Cc6 Db7


Aqui as pretas tem ligeira vantagem mas não que justifique lutar pela vitória. se existissem os peões b negro e a branco a historia seria outra e em vez de Db7 se jogaria Dd6 e após a troca de cavalos as negras pressioanariam terrivelmente o peào d. Com a iminente troca de peões na ala da dama o melhor que as pretas podem aspirar é um final de 4x3 na mesma ala empatado ½–½
 





quinta-feira, 12 de abril de 2012

Ekonomist não poupa esforços e lidera com 100%

Алексей Дреев  совершил практически невозможное
O grande mestre Dreev se manifestou um mágico dos finais nesta rodada

O Ekonomist segue liderando na Rússia no torneio nacional por equipes que se realiza na cidade de Sochi ao vencer ao máximo favorito, SHSM-64 pela mínima diferencia. Agora a equipe de Saratov lidera com mais margem: leva 8 pontos e seus mais imediatos perseguidores (São Petersburgo, Navigator e Chigorin Clube) estão com 6 compartilhando a segunda colocação.
Ontem nos referimos a grande recuperação de Morozevich trás perder o primeiro jogo na competência. Hoje ele quase ganha seu terceiro jogo consecutivo, de ter visto no apuro de tempo uma bonita manobra no final:


Morozevich,Alexander (2765) - Caruana,Fabiano (2767)

19th TCh-RUS 2012 Sochi RUS (4), 12.04.2012


116.Td7+?

116.Txb4! axb4 117.Be6 ganha

116...Re8 117.Td4 Ce5+ 118.Rc7 Bc3 119.Td6 Re7 120.Te6+ Rf7 121.Rd6 Cg6 122.Te3 Bb4+ 123.Rc6 Rf6 124.Rb5 Ce5 125.Tb3 Bd2 126.Ra6 Re7 127.Tb6 ½–½

O jogo decisivo do match (Potkin - Andreikin) foi uma India de Dama com motivos de Benoni que acabou com um bonito ataque das pretas na ala do rei:

Potkin,Vladimir (2669) - Andreikin,Dmitry (2689)
19th TCh-RUS 2012 Sochi RUS (4), 12.04.2012
1.d4 Cf6 2.c4 e6 3.Cf3 b6 4.g3 Bb7 5.Bg2 c5 6.d5 exd5 7.Ch4 g6 8.Cc3 Bg7 9.Bg5 0–0 10.Dd2 Ca6 11.Cxd5 Bxd5 12.Bxd5 Tb8 13.0–0 Cc7 14.Bg2 Ce6 15.Bh6 Bxh6 16.Dxh6 b5 17.cxb5 Txb5 18.b3 a5 19.Tfd1 Tb4 20.Cf3 De7 21.Cg5 a4 22.bxa4 Txa4 23.e4 d6 24.f4 Cxg5 25.Dxg5 Te8 26.e5 dxe5 27.Bc6


27...exf4! 28.Bxe8 De3+ 29.Rh1 Df3+ 30.Rg1 fxg3 31.Bxf7+ Rg7 32.Tf1 gxh2+ 33.Rxh2 Cg4+ 34.Rg1 Dg3+ 0–1

Um dos destaques da rodada foi a vitória do grande mestre Dreev em uma posição técnicamente impossível: torre e cavalo por lado, mais dois peões h e g cada um, paridade absoluta. Ainda assim, o representante de Ugra logrou a vitória (!) e com isso seu time empatou o match ante o Belorechensk.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Somente uma equipe lidera na Rússia após rodada 3

Александр Морозевич (

O sistema suíço e a diferencia de força entre as equipes participantes fazem que na competencia por equipes da Rússia os principais favoritos começem a se enfrentar cedo. Pela terceira rodada, dois deles, o SHSM-64 (encabeçado por Caruana) e o Tomsk-400 (o seu primeiro tabuleiro é Karjakin) empataram em três unidades (seis empates) e deixaram o caminho livre para o Ekonomist (encabeçado por Alexander Morozevich -na foto, originalmente do site da federação russa-, que venceu ao Navigator (com Sutovsky na liderança). Até esta rodada também liderava a equipe de São Petersburgo (que tem Svidler no primeiro tabuleiro) porém esta time foi derrotado pelo Ugra (Jakovenko é o primeiro tabuleiro).
Morozevich está realizando uma boa tarefa na equipe líder, se recuperando da dolorosa derrota da primeira rodada ante Popov (comentada ontem) com boas vitórias ante Jakovenko (de brancas, no cenário de uma das Eslavas de moda) e hoje ante Sutovsky após uma interessante Ruy Lopez:

Sutovsky,Emil (2700) - Morozevich,Alexander (2765)
19th TCh-RUS 2012 Sochi RUS (3), 11.04.2012
1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 a6 4.Ba4 Cf6 5.0–0 Be7 6.Te1 b5 7.Bb3 d6 8.c3 0–0 9.d4 Bg4 10.Be3

Uma das linhas principais da variante Yates (a outra é 10.d5) 

10...Bh5 11.h3 exd4 12.cxd4 Ca5

A imediata 12...d5 é mais popular. Morozevich, com o salto de cavalo, deixa aberta essa possibilidade, assim como a de jogar de forma clássica mediante ...c5

13.Bc2 Cc4 14.Bc1 d5 15.Cc3

Novidade. 15.e5 Ce4 = foi empregada em Sapozhnikov - Urkedal, Chennai (mundial juvenil) 2011

15...dxe4 16.Cxe4 Bg6 17.Cg3 Te8 18.Cf5 Bb4 19.Txe8+ Dxe8 20.a3 Bf8 21.Ce3 Cd6


Um interessante cenário. As brancas têm mais espaço e as suas peças estão mais harmônicamente dispostas, porém a posição preta é sólida e sua estrutura mais sã - Em conjunto, as chances estão equilibradas

22.Bb3 Td8 23.Cg4?!

Mas aqui as brancas erram no plano. Melhor 23.Bd2, acabando o desenvolvimento. A troca dos cavalos g4 e f6, ainda dobrando peões pretos, não favorece ao primeiro jogador

23...c5 24.Bg5 Cde4 25.Bxf6 gxf6


Agora a vantagem preta é evidente. O peão d4 cai; então o material e o par de bispos vão importar mais que a ligeira deteriorização da ala do rei desse lado

26.Dc1 h5 27.Cgh2 cxd4 28.Ch4 Rh7 29.Cxg6 fxg6 30.Dc7+ Dd7 31.Df4 f5

Vantagem decisiva. A continuação foi:

32.Cf3 Bh6 33.Dh4 Tc8 34.Td1 d3 35.Ce5 Dg7 36.Cf7 Dxb2 37.De7 Bg7 38.Bd5 Dxf2+ 39.Rh1 Dc5 40.De6 Tf8 41.Ce5 Bxe5 42.Dxe5 Td8 0–1

Siga as partidas deste torneio ao vivo no link: